Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Brotoejas, como evitar?

Brotoejas, como evitar?

O seu bebê está apresentando diversos sinais vermelhinhos na pele? Saiba que essas erupções podem ser brotoejas. Acesse essa matéria e confira os métodos de tratamento e prevenção desse transtorno.

     

Os cuidados com a saúde dos bebês menores de um ano são constantes, onde os pais, familiares e profissionais da saúde articulam técnicas e métodos de proteção para que nenhum transtorno se manifeste na sua estrutura corporal, diminuindo as chances de desconfortos e doenças.

Mesmo com tanta atenção, é possível que algum distúrbio se apresente neste período ou nos demais primeiros anos de vida da criança, como a miliária ou brotoejas – como conhecida popularmente -, que compreendem uma dermatite aguda inflamatória super incômoda.

Causas

As causas mais comuns que propiciam o acontecimento dessa enfermidade são a irritação da pele – geralmente produzida pelo uso de fraldas ou pela sua pouca troca -, excesso de roupas e agasalhos, calor, contato da urina e fezes com a pele, umidade alta do ambiente, eczema, acne infantil, urticária, crosta láctea, eritema tóxico e febre alta.

Sintomas

O público infantil é considerado o mais afetado por essas obstruções de glândulas sudoríparas, ação que impede a saída de suor do corpo, o que faz com que as lesões acometam a pele proporcionando prejuízos para a saúde, como:

Brotoejas, como evitar?

O excesso de roupas quentes pode causar brotoejas.
(Foto: Reprodução)

» Lesões/manchas vermelhas;
» Coceira;
» Queimação;
» Pontos de pus e nódulos;
» Formação de placas escamosas, gordurosas e/ou ásperas no couro cabeludo;

As erupções cutâneas aparecem com mais intensidade nas partes do corpo que ficam mais quentes e úmidas, como o pescoço, tronco, axilas e em outras áreas que possuam “dobras de pele”, como as coxas. As lesões se parecem muito com pequenas pústulas.

Ajuda médica

Quando os sintomas começarem a se manifestar, a ajuda médica deverá ser procurada, principalmente quando aparições de pus forem constatadas, porque essa característica é correspondente a uma infecção bacteriana, particularidade que pode agravar o quadro do bebê.

Diagnóstico

O diagnóstico de constatação das brotoejas é manipulado na maioria das vezes através da análise clínica do profissional, porém outros testes podem ser associados para diferenciar a miliária da foliculite e da hidradenite.

Tratamento e prevenção

Os procedimentos articulados para conter os desconfortos são basicamente os mesmos destacados para a sua prevenção. Confira-os a seguir:

Observação: Nos quadros mais graves, será imprescindível a prescrição de medicamentos para as crianças. Não é recomendável que esse consumo seja efetuado sem o acompanhamento médico.

» Deixar os ambientes mais secos, ventilados frescos, assim como o corpo da criança;

» Colocar roupas leves e de algodão nos bebês;

» Aumentar a frequência de banhos e a troca de fraldas;

» Evite ficar passando cremes ou qualquer tipo de produto na pele da criança, com relevância aqueles que podem deixa-la ainda mais gordurosa.

Dica caseira

Adicionar um pouco de maisena na água do banho do bebê ajuda a diminuir os sintomas da brotoeja.

Aviso!

Os dados descritos acima são de inteiro uso para pesquisas. Para saber mais sobre as brotoejas, procure um pediatra ou dermatologista.

Saiba Mais:


Quer comentar ?