Os perigos de utilizar o SnapChat, saiba como se proteger de vazamentos

As redes sociais vem fazendo um grande sucesso no mercado, onde vários aplicativos se tornam viciantes e altamente necessários para boa parte dos seus usuários em todo o mundo. Um dos que vem recebendo destaque nos últimos meses é o queridinho SnapChat.

Esse software permite que os seus manipuladores escrevam, tirem fotos e gravem vídeos para enviar aos seus amigos, podendo essas mídias alcançarem um prazo máximo de 10 segundos de visualização, pois após esse tempo os tópicos se autodestroem.

A fácil articulação das ferramentas do SnapChat e suas artimanhas de uso são particularidades que fazem com que a maioria dos indivíduos se sintam atraídos para efetuar o seu download – lembrando que este processo só pode ser articulado em aparelhos celulares com sistema iOS e Android, exceto para o Windows Phone.

O feedback instantâneo é outro ponto que também chamam a atenção do público desse programa – sendo a maioria deles adolescentes, jovens e adultos -, porque permite que todos façam o retorno de conversas, imagens e vídeos de maneira rápida.

Perigos

Milhares de pessoas utilizam o SnapChat como um meio de comunicação íntima, ou seja, para o envio de mídias sensuais, com aparições seminuas ou nuas, processo que pode acarretar sérias dores de cabeça, porque nem todos os meios de segurança do aplicativo são realmente seguros e inibidores de capturas de imagem e/ou textos.

Os perigos de utilizar o SnapChat, saiba como se proteger de vazamentos

Mulher tirando selfie para compartilhar no SnapChat.
(Foto: Reprodução)

O sexting é o nome utilizado para essa dinamização sedutora e que vem gerando sérios danos a moral e aos valores de diversos integrantes do software. Confira a seguir alguns dos perigos mais destacados desse app:

⇒ Ao capturar a tela usando o “print screen”, é possível que o outro usuário da conversa receba a notificação “screenshot”, mas o alerta não proporciona a não realização desta ação.

⇒ Muitos indivíduos vem ministrando o uso de outros celulares com câmeras para gravar ou tirar fotos das mídias.

⇒ O uso de aplicativos alternativos para salvar vídeos e imagem são frequentemente invadidos por hackers, onde as mídias costumam ser todas publicadas na web para acesso.

⇒ Os amigos e/ou namorados/as podem não ser pessoas tão confiáveis assim, já que boa parte desse público é quem espalha pelas demais redes sociais e grupos as mídias íntimas de outras pessoas.

Essa “brincadeira” pode ser considerada como violação das leis da pornografia e também do bullying virtual, porque denigre os usuários, fazendo com que fiquem altamente expostos ao assédio, com relevância dos pedófilos e agressores.

Os cuidados de manipulação e compartilhamento de conteúdo devem ser tomados tanto pelos jovens e adultos quanto pelos pais de adolescentes, assim poderão se proteger, evitar os vazamentos e zelar pela sua integridade.

Dicas para quem quer comprar um automóvel

As burocracias impostas para obter um automóvel diminuíram muito, assim como os preços médios de mercado cobrados pela maioria dos veículos. Além disso, as concessionárias estão viabilizando excelentes propostas para os consumidores em relação aos parcelamentos e taxas de juros.

Todos esses pontos fazem com que os clientes se sintam ainda mais atraídos para a compra de carros, mas antes de fechar qualquer contrato, é essencial que dinamizem uma excelente pesquisa no comércio e tenham consciência da dívida que estão adquirindo.

O primeiro passo que o consumidor deve dar nessa articulação é efetuar uma análise do seu orçamento mensal, destacando quais são seus gastos fixos, adicionais, realmente necessários, supérfluos, quanto da renda está comprometida e se as parcelas cabem dentro dessa organização.

Se as respostas dessa observação forem positivas, ele partirá para o segundo passo, a escolha do veículo. As redes de automóveis proporcionam a venda de carros novos e usados, sendo a última opção a mais barata devido a desvalorização do produto – lembre-se que nem sempre o mais barato compensa.

Para quem não entende nada sobre assunto, o mais indicado daqui por diante é contar com o auxílio de algum familiar ou amigo que saiba olhar bem cada detalhe destacado pelo vendedor, para que não seja “passado para trás”, pois existem muitos “espertinhos” por aí.

Dicas para quem quer comprar um automóvel

Mulher com carro novo.
(Foto: Reprodução)

⇒ 1. Os modelos básicos possuem preços mais baixos, mas o conforto é bem menor do que aqueles que possuem acessórios (como vidro elétrico, ar-condicionado, etc).

⇒ 2. Pagar à vista é sempre a melhor opção, independente do automóvel ser novo ou usado.

⇒ 3. Se escolher o financiamento como pagamento, tenha total atenção antes de assinar o contrato. Leia todas as regulamentações impostas, saiba quais são as taxas de juros, qual o valor total final que o veículo sairá financiado em comparação ao valor à vista, as condições de pagamento, encargos e multas por atraso, quantidade de parcelas, etc.

⇒ 4. Escolha a concessionária que oferece a menor taxa de juros, encargos, tarifas e multas.

⇒ 5. Se o carro for novo, escolha um plano de manutenção da marca, para que as peças sempre sejam trocadas pelas originais por um custo inferior ao do mercado.

⇒ 6. Se o carro for usado, tenha ainda mais cautela nas observações. Tente saber quantos donos ele já teve, quantos quilômetros rodados possui, se o motor está em bom estado, se a fumaça expelida está normal, se algum item foi trocado e se as trocas são por peças originais de fábrica, a situação de desgaste dos pneus e outras características do seu interior e exterior.

Observação: Peça auxílio de um mecânico nesse caso.

⇒ 7. Faça um test drive com o veículo e preste atenção em todas as suas funcionalidades, conforto, leveza, etc.

⇒ 8. Verifique se existem marcas de chave no cofre do motor ou se o lacre de fábrica foi violado, porque na maioria das vezes esses sinais indicam que o automóvel já foi batido.

Truques para manter um loiro incrível

A manipulação de procedimentos estéticos capilares é bastante comum para as mulheres, elas modificam o visual dos seus fios constantemente, para compor um look que se identifique com a sua personalidade atual, elevando a autoestima e promovendo uma maior sensação de beleza, poder e satisfação.

Os tons loiros são os mais escolhidos nessa articulação, porque nunca saem de moda e podem proporcionar a elaboração de efeitos incríveis. As mechas, luzes e tinturas são alguns dos procedimentos que ao serem efetuados produzem essa articulação de cores.

A ação química dessa dinamização é muito forte, fator que acaba ocasionando danos a sua saúde dos fios, deixando-os mais quebradiços, ressecados, com pontas duplas e finos. Para diminuir esses prejuízos, alguns truques vem sendo manipulados nos salões de beleza e também são indicados para fazer em casa regularmente, como:

Seque e penteie o cabelo delicadamente, para não sair quebrando os fios.

Truques para manter um loiro incrível

Loiro brilhoso, macio e bem cuidado.
(Foto: Reprodução)

Hidrate os fios semanalmente ou pelo menos a cada 15 dias.

Escolha produtos de acordo com as características dos seus cabelos.

Opte pelos shampoos e condicionadores diários que possuam um pH mais equilibrado.

Lave bem o cabelo diariamente ou em dias intercalados. Opte pelo uso de água morna para não danificar os fios.

Prefira o uso de cosméticos capilares que detenham em sua composição níveis de queratina, aminoácidos, manteiga de karité, óleo de abacate e sérum.

Evite o uso frequente de chapinhas, secadores, baby liss. Tente deixar o cabelo mais natural ou abuse dos bobes para criar efeitos lisos, ondulados e cacheados sem danificar os fios.

Faça pelo menos um processo de cauterização por mês, principalmente se a tonalidade do loiro for mais clara. Assim conseguirá fazer com que as mechas fiquem mais uniformes e menos ressecadas.

Utilize produtos antitérmicos, protetor solar e leave-in sempre que for em praias, clubes e locais onde o cabelo ficará exposto ao sol, sal e cloro.

Respeite o tempo indicado pelo profissional para fazer os retoques na raiz, a química constante pode estragar ainda mais o cabelo, fazendo com que ele não consiga se recuperar.

Penteado para cabelo pós-praia

As características típicas do litoral brasileiro são super atraentes e por essa razão suas praias são destino certo de turismo, entretenimento e diversão para milhares de pessoas, tanto em dias comuns quanto aos finais de semana, feriados e férias.

Durante o verão o número de visitantes é superior aos das demais estações, porque possui um clima quente, com temperaturas relativamente elevadas, que faz com que o cenário natural fique ainda mais bonito e agradável para estar com a família, amigos ou até mesmo sozinho.

É relevante que os turistas ministrem cuidados com toda a estrutura corporal antes de se expor ao calor, o mormaço e o contato com a água do mar, como um maior consumo de água mineral, uso de protetor solar e produtos antitérmicos para os cabelos.

Manter os fios sempre bem hidratados e preparados para o contato com as altas temperaturas antes de ir para a praia diminui os riscos de diversos efeitos negativos, como ressecamento, pontas duplas e quebradiças, queda, opacidade, etc.

Para quem gosta de aproveitar os eventos pós-praia, dinamizar as dicas descritas acima é essencial para conseguir compor penteados práticos, bonitos e estilosos. Confira a seguir alguns deles e arrase!

Observação:

Abuse das tranças, “rabos de cavalo”, lenços, tiaras, chapéu, bandanas ou deixe a cabeleira solta e bem batida.

Aproveite o efeito natural dos fios e experimente compor novos looks. Saia do tradicional e veja quão bacana ficará o seu visual com particularidades mais despojadas e que são as mais aderidas tendências na atualidade.

Penteado para cabelo pós-praia

Estilos variados de penteados.
(Créditos da foto: http://territorio.animale.com.br.s3.amazonaws.com/)

Penteado para cabelo pós-praia

Cabelos soltos.
(Créditos da foto: http://1-ps.googleusercontent.com/)

Penteado para cabelo pós-praia

Cabelos soltos e batidos.
(Créditos da foto: http://blogfashionhair.com.br/)

Penteado para cabelo pós-praia

Estilos variados de penteados com lenço.
(Créditos da foto: http://media.dasmariasblog.com/)

Penteado para cabelo pós-praia

Meio coque.
(Créditos da foto: http://c9.quickcachr.fotos.sapo.pt/)

Penteado para cabelo pós-praia

Trança raiz.
(Créditos da foto: http://www.blogdaraffinha.com.br/)

Penteado para cabelo pós-praia

Tiara com flores.
(Créditos da foto: http://kkbeauty.com.br/)

Os perigos de não realizar o check-up depois dos 40 anos

Cuidar da saúde é um fator essencial para se ter uma maior longevidade e curtir a terceira fase com bastante energia e disposição. Para que isso aconteça é necessário dinamizar a efetuação de bons hábitos, como se alimentar corretamente através de uma dieta equilibrada, praticar exercícios físicos regularmente e fazer exames preventivos anualmente.

Após os 40 anos de idade é recomendado que todos os indivíduos comecem a ministrar check-ups anuais – de preferência sempre na mesma época do ano. Essa verificação faz parte da medicina preventiva, sendo considerada primordial para o rastreamento precoce de enfermidades.

Sua articulação é executada de maneira personalizada, onde o médico analisa a faixa etária, o histórico familiar e o modelo de vida que o paciente leva rotineiramente. Existem ainda alguns procedimentos gerais, que são recomendados para toda a população.

Dentre os exames mais prescritos nos consultórios médicos, podemos citar:

Os perigos de não realizar o check-up depois dos 40 anos

Casal com mais de 40 anos.
(Foto: Reprodução)

Mulheres

» Papanicolau
» Mamografia

Homens

» Próstata
» Ureia
» Creatinina
» Dosagem do PSA
» Toque retal

Ambos gêneros

» Colesterol
» TGO e TGP
» Triglicerídeos
» Glicose
» Creatinina
» Gemograma completo
» Urina
» Eletrocardiograma
» Ecocardiograma
» Calonoscopia

Como marcar?

O início da bateria de exames deve ser feito com clínicos gerais, porém, se alguma alteração for constatada, será relevante o encaminhamento do enfermo para um especialista.

Atenção!

É essencial que os check-ups sejam realizados para que prejuízos graves não sejam ocasionados a saúde. Quanto antes for diagnosticada a doença, mais chances de cura o indivíduo terá e menos danos serão promovidos para o seu organismo.