Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » O que é anaeróbico?

O que é anaeróbico?

Compreenda nesse artigo no que consiste a prática anaeróbica, como ela vem sendo associada aos treinos e saiba quais são os benefícios que fornecem para os seus praticantes.

     

Para melhor atender a população, diversas modalidades de treinos estão sendo inseridas no mercado fitness, para que assim as pessoas consigam dinamizar em sua rotina os exercícios que mais se identificam, processo que vem evitando a desistência dessa manipulação e por consequência o sedentarismo.

Um dos conceitos bastante ressaltados nesse meio são as técnicas anaeróbicas, que consistem no processo metabólico onde o corpo produz energia sem usar o oxigênio. Esse aprimoramento é executado por um intermédio de atividades breves de alta intensidade.

Com isso, pode-se afirmar que qualquer treino promovido através de rapidez e elevada energia, compreende totalmente ou em partes os métodos anaeróbicos, como por exemplo a realização de sprints, saltos, musculação, natação, vôlei.

O que é anaeróbico?

Homem fazendo sprints.
(Foto: Reprodução)

Tipos de técnicas anaeróbicas

⇒ Sistema de geração alático, ou mecanismo fosfocreatina ou ATP-CP: se trata do fornecimento de 10 segundos de energia aproximadamente, sendo um meio vantajoso para indivíduos que necessitam de descargas super rápidas e intensificadas de intensidade.

⇒ Sistema de geração lática: se trata do fornecimento mais prolongado e intensificado de energia (por cerca de 2 minutos), isso porque nesse mecanismo, o ATP é ressintetizado pelo glicogênio. Esse procedimento é apropriado para todos os tipos de público e esportes.

Suplementos

Para aumentar a força muscular na fase alática, é indicado que o uso de suplementação a base de Creatina; já em relação a etapa lática, o mais recomendado é manipular suplementos que contenham consideráveis taxas de glicogenólise.

Observações importantes

A associação de ambos conceitos é muito positiva, desde que haja intensidade aplicada nos exercícios. É extremamente relevante que os praticantes dessas articulações se alimentem corretamente e tenham bons hábitos de vida, para evitar transtornos físicos e enfraquecimento do corpo, principalmente a fadiga muscular, que desgasta os músculos e os enfraquecem.

A dieta mais propícia para esses casos é a rica em fibras, proteínas, vitaminas, mineiras e carboidratos (de preferência os de baixo índice glicêmico, com integrais e outros elementos benéficos ao organismo).

Saiba Mais:


Quer comentar ?