Fiapo de Jaca » Escolar » História de Ícaro

História de Ícaro

Entenda nesse post quem foi Ícaro, saiba qual a sua real história e importância nessa contextualização antiga de acordo com a mitologia grega.

     

A mitologia grega corresponde a vários mitos e ensinamentos presentes na história da Grécia Antiga. Toda a sua abordagem se articula com a presença de heróis, deuses, práticas rituais, natureza do mundo e suas origens. Muitos afirmam que seus conceitos faziam parte da religião desse local, outros estudos classificam seus fundamentos como meras ficções alegóricas (figuras de linguagem de uso retórico).

Dentre as suas principais narrações, pode-se destacar a de Ícaro, um jovem rapaz, filho de Dédalo, um dos homens mais habilidosos e engenhosos de Atenas, que fazia sucesso em toda a região por causa das suas habilidades manuais e por ser descendente de Zeus. Sua mãe era a escrava de Perséfone, Náucrete.

História de Ícaro

Simbolização de Dédalo e Ícaro caindo no mar.
(Créditos da foto: http://www.evanevanevan.com/)

Dédalo e Ícaro tiveram como um dos seus maiores feitos o labirinto que aprisionava o Minotauro, estrutura fundamentada por um pedido do rei Minos, que desejava por fim no filho que nascia da traição da sua mulher Pasífae e um touro divino, denominado por V. Minos.

Tempos após essa construção, o Minotauro foi aprisionado e posteriormente morto por Teseu. Por ajudar a filha de Minos a fugir com seu suposto amor, o rei ficou extremamente furioso com Dédalo e o prendeu no labirinto, junto com seu filho, para que pagasse em dobro pela atitude desordenada que praticou.

Em busca de uma saída para fugir daquele lugar, Dédalo usou a sua experiência e imaginação para produzir asas artificiais através de extratos do mel das abelhas e das penas de aves (de vários tamanhos), onde todas foram amarradas com fios e fixadas com a cera, para não se descolarem.

Escapando pelo ar, Minos não poderia controlar a fuga de pai e filho da prisão de Creta, porque o rei obtinha controle apenas da terra e do mar. Dédalo avisou a Ícaro para que não voasse nem muito perto do Sol e nem do mar, para que as asas não ficassem pesadas ou descolassem, mas ele não deu ouvidos ao pai e acabou indo a óbito após cair no mar Egeu por chegar próximo demais do Sol.

Com muita tristeza, Dédalo lamentou o fracasso da sua invenção e voou até chegar em Sicília, sendo acolhido na casa do rei Cócalo. Em um pedaço de terra, enterrou o corpo de Ícaro e dali por diante o local começou a ser chamado por Icaria, em memória ao seu descendente amado.

Saiba Mais:


Quer comentar ?