Dicas para ter sucesso com seu canal no youtube

Muitas pessoas estão utilizando a internet para se promover ou mostrar ao mundo o seu trabalho, seja ele voltado para a área de esporte, estética, moda, saúde, diversão, entre outras ramificações de assuntos. Uma das ferramentas disponíveis na modalidade virtual para dinamizar a promoção desses temas é o Youtube, através da criação de canais que podem ser acessados por qualquer pessoa.

Esse site está presente no mercado desde o ano de 2005 e, de lá pra cá vem sendo considerado como um dos portais de compartilhamento de vídeos digitais mais acessados do planeta. Atualmente, vários indivíduos criam contas no Youtube com o intuito de ganhar dinheiro e ficarem famosos com as suas publicações, processo que vem dando muito certo para grande parte deles.

Mas como chegar até o patamar da fama e ser reconhecido?

Um dos quesitos essenciais para ter sucesso em seu canal é produzir conteúdos de boa qualidade, com uma excelente articulação, luz, áudio, contextos que chamem atenção, que estimulem as pessoas a assistirem o vídeo e se inscreverem na sua conta, entre outros. Tenha sempre em mente que a propaganda (divulgação) será a alma da sua popularidade!

Para te ajudar a conquistar o seu objetivo de se tornar uma celebridade, o Fiapo de Jaca ditará abaixo alguns truques incríveis. Acompanhe!

 Diferencie o formato e a apresentação do seu canal;

 Procure sempre adicionar novidades ao canal, fazendo com que se torne interessante ou muito engraçado;

Dicas para ter sucesso com seu canal no youtube

Logo do YouTube.
(Foto: Reprodução)

 Articule temas que abordem opiniões fortes de vez em quando para dinamizar seu perfil;

 Se vista de acordo com as informações que deseja passar. Seja o grande personagem;

 Crie um bordão ou algo que o registre no mercado virtual;

 Interaja com o seu público, criando bate-papos, respondendo os comentários, participando de jogos online, etc;

 Tenha em mente qual será o seu público alvo e tente atender as suas necessidades ou gostos;

 Use o  Google.com/Trends e outros sites para saber o que está rolando no país e no mundo, aborde conteúdos novos;

 Deixe a preguiça de lado e foque a maior parte do seu tempo na criação dos seus vídeos, pelo menos nos meses iniciais;

 Peça ajuda para amigos, familiares, colegas e todas as pessoas que conhece para divulgar o seu canal ou compartilhar seus vídeos. Usar outros sites da internet nesse processo é muito vantajoso, como Facebook, Instagram, Twitter, Whatsapp, MySpace, Tumblr, etc;

 Otimize os seus vídeos com ferramentas de busca, entre outros cursores;

 Invista em bons títulos e imagens;

 Tenha sempre roteiros diferenciados;

 Aborde uma linguagem que interaja com o seu tipo de público;

 Peça dicas para os seus assinantes e mesmo que os comentários não sejam agradáveis, mantenha um grau de respeito;

 Crie convenções e laços com as pessoas que já estão fazendo sucesso no Youtube ou em outras redes sociais. Se possível, faça alguns vídeos juntos;

 Assista sempre os canais que estão em auge na internet para criar motivação e não fazer cópias de assuntos ou modelos de abordagens.

Boa sorte!

Como evitar o vício cibernético?

A internet vem sendo uma das principais ferramentas utilizadas por indivíduos do Brasil e do mundo para a realização de várias práticas de acesso, com isso, o seu manuseio vem aumentando cada vez mais, deixando alguns de seus usuários completamente dependentes desse convívio.

O uso demasiado das redes virtuais causa vício e dependência, assim como o uso de drogas lícitas e ilícitas. Por isso várias palestras e projetos vem sendo criados e articulados na sociedade para discutir sobre a importância de se ter um controle de acesso cibernético, principalmente das crianças e adolescentes, que são os indivíduos que se fazem mais interligados nesse meio.

Os primeiros sinais que uma pessoa manifesta quando está começando a se viciar são:

Dicas para evitar e tratar o vício cibernético.

Sintomas que se manifestam em pessoas dependentes da internet.
(foto: divulgação)

» Exclusão;
» Ter mais vínculos virtuais com as pessoas do que pessoalmente;
» Evitar ir para locais que não possuam acesso a internet;
» Ficar irritado quando fica mais de meia hora sem ter acesso a internet;
» Mentir sobre o tempo que passa conectado;
» Ir mal na escola, no trabalho ou não conseguir executar atividades devido ao uso da internet;
» Não ter motivação para realizar atividades que não estejam ligadas ao acesso virtual;
» Só falar sobre assuntos de internet;
» Baixa autoestima;
» Se sentir solitário quando não está conectado;
» Ficar mais de 10 horas online por dia;
» Desobedecer os pais quando solicitam a diminuição do uso da internet;
» Ir a lan houses com muita frequência;
» Ficar o tempo todo com o celular conectado a internet;
» Deixar de lado todo e qualquer tipo de atividade que gostava anteriormente para ficar acessando a internet.

Dicas para prevenir e controlar a dependência cibernética:

» Estipule um tempo para se conectar diariamente na internet, diminuindo-a gradativamente para que ela não se torne tão necessária;
» Desligue o computador e a internet de aparelhos eletroeletrônicos sempre que for dormir, estiver trabalhando ou estudando, para que não desvie o foco das suas atividades e durma melhor;
» Quando precisar conversar com alguém , procure fazer ligações ou marcar encontros pessoalmente;
» Não fique atualizando as redes sociais de 5 em 5 minutos, estipule horários para fazer essa atividade diariamente;
» Sempre que puder, prefira fazer pesquisas de colégio ou da faculdade em bibliotecas;
» Procure realizar atividades onde existam interações sociais sem o uso da internet;
» Passe uns dias sem se conectar a internet, mesmo que seja difícil. Isso poderá cortar alguns vínculos;
» Se a internet é utilizada como seu principal meio de trabalho, procure fazer o seu uso apenas durante o seu expediente;
» Peça ajuda a família, aos amigos e até mesmo a médicos para controlar o acesso que vem se tornando demasiado;
» Participe de terapias, sessões psicológicas e  psicoterápicas;
» Procure novas atividades para praticar, como esportes, a dança, etc.

Observação: é importante que a família e os amigos do enfermo participem do tratamento quando for contatada a dependência, para que deem força e incentivo ao indivíduo, reprimindo ainda as suas atitudes inadequadas.