A importância de sorrir, para a saúde

O sorriso é uma das principais reações que o nosso corpo manifesta quando estamos felizes, simplesmente quando algo de bom acontece ou apenas porque nos sentimos bem conosco e com o mundo que nos rodeia. Mesmo sendo uma atitude tão fácil e espontânea, algumas pessoas sentem dificuldades em realizá-la e acabam perdendo com isso.

De acordo com os últimos levantamentos promovidos por especialistas de várias partes do mundo, a prática de sorrir implica muito na saúde humana, isso porque consegue promover benefícios tanto para o estado emocional, quanto mental e físico, através da estimulação que produz no cérebro o sorriso ajuda na liberação da endorfina e da serotonina.

Ambos hormônios são extremamente confortantes, agradáveis e projetam sensações de prazer para todo o organismo. Observando as vantagens gerais das gargalhadas, podemos citar:

» Fortalecimento do sistema imunológico

A importância de sorrir, para a saúde

Mulher sorrindo.
(Foto: Reprodução)

» Redução dos níveis de estresse, ansiedade e insegurança

» Melhora na digestão

» Diminui os riscos de adquirir a depressão

» Ajuda a controlar a pressão arterial

» Evita a manifestação de dores corporais

» Sensação de bem-estar

» Elevação da autoestima;

» Mais vitalidade

» Melhora no funcionamento do sistema cardiovascular e respiratório

Todos sabemos que é impossível estar alegre o tempo todo, a vida nos reserva algumas surpresas desagradáveis, outras vezes nos coloca em situações difíceis de sair ou superar, mas não devemos nunca deixar que a tristeza nos aflija com intensidade, muito menos com frequência.

Quanto mais nos prevenimos do mau humor e de sentimentos ruins, nos tornamos melhores, não somente para com os indivíduos que nos rodeiam, mas com o nosso interior, por isso a felicidade deve estar sempre sendo vivenciada dentro e fora de nós.

Caso esteja passando por uma etapa mais árdua, tente resolver um probleminha de cada vez, se afaste de tudo aquilo que não de faz bem, foque nos seus objetivos, pratique exercícios físicos, mantenha uma boa alimentação, mude o visual, conheça novos lugares, faça novas amizades, volte a realizar atividades que sempre gostou (como ouvir música, ler, etc) e sinta-se bem com a sua própria companhia.

Um sorriso verdadeiro é a cura de qualquer enfermo!

Perigos de tomar laxante excessivamente

Os laxantes são descritos como medicamentos estimulantes para o organismo, proporcionando mais facilidade para a evacuação (eliminação das fezes) e por consequência o tratamento da incômoda prisão de ventre crônica, distúrbio que causa constipação e acomete milhares de pessoas em todo o mundo.

O uso dessas preparações, assim como todos os outros demais remédios, deve ser realizado apenas sob prescrição médica, após a efetivação de um diagnóstico específico. Porém, muitos ministram essas substâncias sem passar por esse procedimento, o que costuma ocasionar prejuízos para a estrutura corporal.

Grande parte das pessoas que utilizam laxantes, acham que eles tem efeito emagrecedor e se enganam completamente ao pensar isso. Profissionais da área da saúde revelam que o uso desses elementos manifestam apenas a limpeza do intestino, o que evidência um abdômen menos inchado, mas a perda de peso não acontece.

Perigos de tomar laxante excessivamente

Símbolo de toaletes feminino e masculino.
(Foto: Reprodução)

A excessividade desse ministramento pode causar perigos alarmantes para a saúde, como:

  • Deixar o intestino mais preguiçoso, fazendo com que ele funcione apenas com remédios;
  • Eliminar importantes nutrientes do organismo antes da sua absorção;
  • Promover uma pancreatite, síndrome de má absorção, doenças renais e cardíacas, anemias, problemas de hemorroida, entre outros transtornos.

Por essas e outras demais disfunções que a desnecessidade desse composto produz (quando o seu auxílio não é essencial), é indicado que orientações médicas sejam procuradas caso algum transtorno acometa o corpo humano.

A modificação alimentar e a manutenção de hábitos saudáveis são os métodos mais indicados para o tratamento desses distúrbios intestinais. Veja abaixo uma lista de componentes que podem te ajudar a executar esses cuidados:

» Aumente o consumo de alimentos fibrosos, como os integrais, cereais e frutas;

» Beba bastante água todos os dias;

» Coma de três em três horas, fracionando as refeições;

» Evite qualquer tipo de excesso;

» Descanse o corpo e durma bem;

» Procure não ingerir frequentemente ou em grandes porções os produtos industrializados, gordurosos e com altos teores de açúcares;

» Opte por consumir alimentos frescos, saudáveis, com variações de cardápio e preparados de maneira saudável;

» Pratique exercícios físicos regularmente, para que o metabolismo funcione bem.

Alimentos que fortalecem os ossos e por quê

O fortalecimento dos ossos é tão importante quanto a de qualquer outra estrutura existente no corpo dos vertebrado, assim como os humanos. Como bem sabemos, os ossos formam o nosso esqueleto e sustenta o corpo. Para ter ossos saudáveis é indispensável ter uma alimentação equilibrada. É por isso que manter uma dieta baseada em alimentos ricos em ferro e fósforo é o mais importante.

Sempre prefira produtos que sejam a base de leite, como:

  • Queijos;
  • Iogurtes;
  • Laticínios em geral;

Os peixes também são ricos em nutrientes e garantem o fortalecimento de toda estrutura óssea, opte por carnes brancas ricas em Ômega 3, como:

  • Salmão;
  • Sardinhas;

Além de:

  • Amêndoas;
  • Espinafre;
  • Vegetais;
  • Folhosos verdes;
  • Legumes;
  • Frutas;
  • Sementes;
Alimentos ajudam a fortalecer os ossos.

Alimentos (Foto: Reprodução)

Você também precisa compreender a importância dos exercícios físicos para o fortalecimento. Quando você exercita seu corpo, faz com que os ossos fiquem mais resistentes e protegidos pelos músculos (quando esses estão saudáveis). Isso melhora o fortalecimento e acaba por eliminar muitos problemas corporais.

Há também alimentos em conserva como o palmito que pode ser essencial para o fortalecimento.

Mais alimentos que são ricos em fibras alimentares:

  • Coentro;
  • Açaí;
  • Nabo;
  • Nozes;
  • Farinha de centeio;
  • Grão de bico;
  • Arroz integral;
  • Soja;

Sempre opte pelos alimentos que são ricos em fibras alimentares e principalmente nas vitaminas do complexo B. Mantenha uma rotina saudável e  seus ossos agradecerão ao longo do tempo!

Fibras ajudam a emagrecer

Os elementos nutricionais são muito importantes para um bom desenvolvimento e funcionamento do organismo, ajudando em sua manutenção e no combate de doenças. Um dos componentes que são indispensáveis para o consumo dos seres vivos e que fazem parte dessa cadeia são as fibras. Elas são consideradas como um dos alimentos que proporcionam alta saciedade, podendo vir a ser classificadas como solúveis e insolúveis. Estudos revelam que todas as suas moléculas não conseguem ser digeridas e nem absorvidas pelo organismo, fazendo assim com que não seja produzido nenhum tipo de caloria ou aproveitamento em nutrientes.

Fibras ajudam a emagrecer?

Alimentos fibrosos.
(Foto: Reprodução)

Ao observar essa estrutura podemos explicar uma grande dúvida da sociedade, se as fibras ajuda a emagrecer ou não e, a grande resposta desse questionamento é SIM, elas ajudam na perda de peso, isso porque através do sistema descrito acima, suas moléculas agem como uma “vassourinha”, provocando a absorção do excesso de açúcares e gorduras que estão no organismo, que são eliminadas posteriormente.

Benefícios

» Proporciona a perda de peso;
» Ajuda a manter o equilíbrio do corpo;
» Previne e trata a prisão de ventre;
» Melhora o funcionamento do sistema gastrointestinal;
» Reduz o risco de acometimento a doenças relacionadas ao intestino;
» Retarda o envazamento gástrico;
» Dá sensação de saciedade;
» Previne doenças cardiovasculares;
» Ajuda a equilibrar os níveis de colesterol, glicose e triglicérides.

Consumo diário

É indicado que diariamente seja consumido aproximadamente entre 25 à 30 gramas de fibra.

Observação: Taxa de descrita de acordo com um adulto com saúde estável.

Alimentos ricos em fibras

» Vagens cozidas;
» Grão de bico cozido;
» Cereais All Bran;
» Morangos frescos;
» Pera com casca;
» Macarrão cozido;
» Pão de sementes;
» Nozes;
» Mamão;
» Pera;
» Ameixa;
» Laranja;
» Abacaxi;
» Pêssego;
» Uva-passa;
» Figo;
» Damasco;
» Alface;
» Couve;
» Rúcula;
» Acelga;
» Agrião;
» Aipo;
» Escarola;
» Espinafre;
» Nabo;
» Abóbora;
» Cenoura;
» Beterraba;
» Gérmen de trigo;
» Aveia;
» Granola;
» Pão integral;
» Barra de cereais;
» Bolachas com fibras;
» Feijão;
» Grão de bico;
» Fava;
» Lentilha.

Dica

Mesmo que as fibras e outros alimentos encontrados no mercado produzam muitos benefícios à saúde, é importante ficar atento as quantidades que são ingeridas, isso porque tudo que é consumido em excesso ou em desconsideráveis porções, podem causar prejuízos ao corpo, ao funcionamento do metabolismo e do sistema imunológico.

 

 

 

 

 

Quantas calorias tem um ovo frito?

Calorias de um ovo frito

Ovos fritos pela manhã são a primeira refeição do dia de muitas pessoas. Eles geralmente acompanham algum tipo de carboidrato como o pão. Os ovos são fonte de proteínas e possuem ativos importantes para garantir o começo de um bom dia, contudo ele deve ser preparado de forma saudável.

Ao fritar os ovos, você adiciona calorias a ele. Com a adição do óleo, as calorias de um ovo que geralmente são baixas, tendem a aumentar e muito. Um ovo que tem em média 75 calorias em estado cru, chega a ultrapassar 115 calorias quando frito. Por isso, cuidado!

Tudo dependerá também das gramas do ovo, alguns são menores, outros maiores. Portanto, esse valor calórico pode ser alterado. Mas não há modificação muito excessiva, cerca de 5 calorias a mais ou a menos. E não para por aí, os níveis de carboidratos e gorduras também sobem.

Informação nutricional

Os ovos fritos possuem 120 calorias cada.

Ovo frito

→ Calorias – 120 kcal

→ Carboidratos – 0,6 g

→ Proteínas – 7,8 g

→ Gordura total – 9,3 g

→ Gordura saturada – 2,05 g

→ Sódio – 83 mg

Você precisa comer com cuidado, não só alimentos com altos índices de calorias como os ovos, mas também alguns outros que embora sejam saudáveis, o excesso pode lhe prejudicar. Por isso, cuidado na hora de preparar suas refeições, é muito importante que consiga equilibrar a ingestão dos alimentos.

Uma boa dica é sempre dar uma olhadinha nos rótulos dos alimentos antes de compra-los. Isso o ajudará a evitar compras erradas. Vamos conferir outras formas de preparo e suas calorias:

  • Omelete com mussarela – 220 calorias
  • Omelete simples – 110 calorias
  • Ovo cozido – 71 calorias
  • Ovo de codorna – 16 calorias
  • Ovo frito – 105 calorias
  • Ovos mexidos simples – 120 calorias

Prepare seus ovos com consciência e boas refeições!