Dores dentro das pernas e braços

A dor física é classificada como um dos principais sintomas que o organismo apresenta quando algo de estranho está acometendo a sua estrutura. Esse desconforto pode atingir uma ou inúmeras partes do corpo, se manifestando de forma leve, mediana ou forte, com pontos altos e baixos, em relação aos  níveis de intensificação.

Por se tratar de um sintoma que pode indicar uma variedade de doenças e distúrbios, é essencial procurar ajuda médica assim que as dores começarem a se manifestar, para que um diagnóstico preciso seja realizado, as causas descobertas e o tratamento adequado ministrado.

Dores dentro das pernas e braços

Representação do corpo humano.
(Foto: Reprodução)

Dois dos principais lugares de queixas de dores no corpo nos consultórios médicos são os braços e as pernas, que geralmente indicam:

  • Dor neuropática;
  • Traumas;
  • Lesões;
  • Deficiência nutritiva;
  • Diabetes;
  • Excesso de exercícios físicos;
  • Estreitamento das artérias;
  • Infecções;
  • Osteoporose;
  • Anemia;
  • Osteomielite;
  • Malignidade primária ou metastática;

Cuidados

Não demore para procurar ajuda médica se das dores forem frequentes e estiver atrapalhando sua rotina, pois quanto mais tempo passar, mais o incomodo poderá se agravar, podendo ainda trazer outras complicações para o organismo.

Assim que o tratamento for ministrado, siga-o a risca, para que os sintomas sejam eliminados e nenhuma anomalia afete a sua estrutura corporal.

Aviso!

Esse artigo se faz apenas como um informativo. Para mais explicações ou um diagnóstico preciso, busque orientação médica.

Qual o motivo das câimbras nas pernas?

São denominadas como câimbras ou cãibras os movimentos involuntários dos músculos, contrações que causam de leves a extremas dores, principalmente na parte inferior do corpo humano, devido a sobrecarga que sustenta durante todo o dia e, as tensões e lesões que podem vir a acometer a área.

Esse transtorno é considerado bastante comum, principalmente em pessoas que não costumam se exercitar, que possuem maus hábitos alimentares e uma rotina completamente parada. Muitos costumam alongar o corpo no momento em que as dores se manifestam, fazendo  com que ela passe, mas se cuidados apropriados não forem tomados em decorrência desse distúrbio, o músculo do local pode vir a ficar rígido ou protuberante ao longo do tempo.

Câimbras: causas, ajuda médica, tratamento e prevenção.

Mulher com câimbra na perna.
(Foto: Divulgação)

Causas

Os principais motivos que podem vir a ocasionar as câimbras musculares nas pernas (e em outras partes do corpo) são a desidratação, o uso excessivo da musculatura, a má circulação, exposição a baixas temperaturas, carência de sais minerais, compressão de raízes nervosas,entre outros.

Possuem ainda mais chances de manifestar essas dores ao longo da vida, pessoas que são portadoras da anemia, diabetes, doenças na tireoide, desequilíbrios hormonais, insuficiência renal, degenerações neurológicas, hipotireoidismo, alcoolismo e gestantes.

Ajuda médica

Se as câimbras começarem a aparecer com frequência, atrapalhar os hábitos de vida, não passar tão facilmente após a realização de alongamentos e durarem cada vez um período maior, a ajuda médica deverá ser procurada para um tratamento mais específico.

Tratamento

Para conter as dores, os médicos indicam que seus pacientes façam sessões diárias de alongamentos, massagens na região e aplicação de calor no local para proporcionar o relaxamento dos músculos. O uso de medicamentos nem sempre se faz necessário, pois raramente combate o desconforto.

Prevenção

» Tenha uma alimentação balanceada, com a ingestão diária de frutas, legumes, verduras, fibras, vitaminas e sais minerais, que são essenciais para manter o funcionamento dos músculos em vigor;

» Pratique exercícios físicos regularmente;

» Faça alongamentos antes e depois da realização dos exercícios físicos e nos horários em que as crises de câimbras costumam acontecer;

» Beba bastante água, principalmente em dias quentes e na realização de exercícios físicos;

» Repouse a musculatura sempre que ela for muito exigida;

» Realize todos os processos descritos acima diariamente sem desanimar ou esquecer;

Dica

Pesquisas revelam que a banana é uma fruta completamente eficaz em combate as câimbras. Consumi-la diariamente pode ser uma boa estratégia de tratamento e prevenção.

Atenção

Caso os episódios de câimbras estejam frequentes, procure ajuda e orientação médica para evitar o aparecimento de lesões maiores ao seu organismo.

Endurecimento das pernas

Todo e qualquer sintoma que acomete o nosso organismo de uma maneira diferente da sua normalidade, costuma ser um sinal de alerta do corpo, onde demonstra que algo não está indo bem, como o endurecimento das pernas e coxas, que vem se tornando uma das principais queixas em consultórios médicos na atualidade, em relação aos membros inferiores.

Essa alteração costuma variar de intensidade e frequência de acordo com as suas causas, que podem ser constatadas através de um bom diagnóstico médico, onde será avaliado as condições do paciente, a sua predisposição genética, idade, sexo, hábitos e atividades diárias e todos os demais sintomas presentes.

Endurecimento da perna: causas, sintomas e tratamento.

Mulher com dor na perna.
(foto: divulgação)

Estudos e estimativas revelam que as principais causas desse distúrbio são:

Doença arterial periférica

Causas

Essa enfermidade se trata de uma condição dos vasos sanguíneos que com o passar do tempo vão ocasionando o estreitamento e endurecimento das artérias dos membros inferiores do corpo, com mais intensidade nas pernas e nos pés.

Isso acontece devido ao acúmulo de placas de gordura nas artérias, fazendo com que as suas paredes fiquem mais rígidas e nem um pouco propensas para o seu alongamento, não permitindo a passagem de grandes fluxos de sangue.

Os principais indivíduos que são acometidos por essa enfermidade são os homens, que possuem mais de 50 anos e pessoas que apresentam casos de diabetes, colesterol anormal, hipertensão, doença arterial coronária, doença cerebrovascular, doença renal que envolve hemodiálise, etc.

Sintomas

» Dor;
» Sensibilidade;
» Cansaço;
» Queimação;
» Desconforto nos músculos dos pés, coxas e panturrilhas;
» Pernas ou pés costumam ficar dormentes quando está em repouso;
» Pernas frias ao toque;
» Pele pálida;
» Impotência;
» Dor e cãibras com mais intensidade a noite;
» Dor ou formigamento nos pés ou dedos dos pés;
» Úlceras que não possuem cura;

Tratamento

Os cuidados ministrados com o paciente vão variar de acordo com o diagnóstico do seu quadro, podendo ele se dar através de autocuidados, uso de medicamentos e cirurgias (nos casos mais graves).

Trombose

Causas

Essa doença se dá devido as formações de coágulos nas veias localizadas na parte interior do corpo, acometendo com mais intensidade e frequência a região das pernas. Esse processo costuma proporcionar o bloqueio do fluxo sanguíneo, gerando inchaço, dor e endurecimento do local afetado.

Essa enfermidade costuma acometer com mais frequência, indivíduos que possuem mais de 60 anos de idade, pessoas que fumam, estão acima do peso, sofrem de insuficiência cardíaca, passaram por processo cirúrgico a pouco tempo, às mulheres que tomam anticoncepcionais, estrogênios, tenham hipercoagulabilidade ou câncer.

Sintomas

» Dor na perna;
» Sensibilidade;
» Inchaço;
» Alterações na cor da pele;
» Aumento de calor em uma perna;
» Pele com aparência quente ao toque.

Tratamento

Após a realização de um diagnóstico mais detalhado, a forma de tratamento será dada, de acordo com o quadro do paciente, através do uso de medicamentos ou processos cirúrgicos (nos casos mais graves).

Aviso

Todas as informações descritas acima funcionam apenas como um informativo. Portanto, se alguma alteração estiver acometendo o seu organismo, procure ajuda médica imediatamente para a realização do diagnóstico. Lembre-se que o quanto antes as causas forem constatadas, menos lesões o corpo irá sofrer, além de diminuir uma grande porcentagem de complicações que possam vir a surgir pela falta de cuidados.

Dores entre as pernas na gravidez

Dores entre as pernas

Naturalmente uma mulher grávida traz alguns problemas consigo. A gravidez, apesar de ser um momento lindo e totalmente único, pode incomodar. Não há como evitar determinadas dores ou impedir que alguns desconfortos aconteçam. Você apenas precisará ter o mínimo de paciência e encarar os “ossos do ofício”.

Uma pergunta que com certeza pode pairar em nossas mentes é: Por que esses eventuais problemas? A resposta é bem simples e está no seu corpo. Quando estamos crescendo, nosso corpo tende a proporcionar o peso. Ele então se acostuma com uma quantia certa e sempre que há excessos, há também reclamações (as dores).

O que acontece quando uma mulher está grávida é que esse excesso de peso traz desconforto ao corpo. É o mesmo que carregar algo pesado e sentir dores nas costas no outro dia. Você suportou mais do que devia e normalmente está passando por um momento de dor.

Uma atividade física durante o período de gestação pode acabar com muitas dores.

Atividade física para gestante (Foto: Reprodução)

As dores entre as pernas não são nada mais, nada menos que isso. A fase gestacional desenvolve normalmente essas dores, você precisará aprender a lidar com isso. Converse com o seu ginecologista ou médico geral que acompanha a  gravidez.

Tende-se a ideia de que elas começam a ocorrer por volta da 21° semana de gestação, contudo isso também não é uma regra. Algumas mulheres tendem a ter esse problema na 15° semana. Para se sentir segura, procure seu médico e peça para que ele lhe oriente.

Como evitar?

Claro que sempre é possível melhorar. Se você deseja evitar o desconforto é bem fácil, faça caminhadas diárias. isso poderá eliminar cerca de 80% da dor. Atividades leves de qualquer cunho são indispensáveis se você deseja ter uma melhoria em sua saúde durante a gravidez, faz bem pra você e pro bebê.

A dor é pélvica, por isso quando sentir desconforto em atividades que geralmente forçam essa área, como caminhar, subir escada ou até movimentar-se sobre a cama, procure alongar-se. A intensidade em que acontece o problema varia de mulher para mulher.

Em casos mais graves e de invalidez, o médico receitará um anti-inflamatório ou analgésico, massagens, hidroginástica e fisioterapia tendem a diminuir o problema. Tome bastante água e tenha uma alimentação balanceada. Também prefira calçados baixos e rentes.

Não carregue objetos pesados durante a gestação, evite a todo custo pesos desnecessários e prefira roupas leves. Não passe tempo demais em pé e jamais tente se tratar por conta própria, a automedicação ou a prática de exercícios errados pode trazer a perda do seu bebê. Cuidado!

Dores musculares nas pernas no início da gravidez

O período gestacional proporciona várias modificações para o organismo da mulher, para que o corpo se torne favorável ao crescimento e desenvolvimento do feto até o momento de seu nascimento. Devido a isso, vários incômodos se manifestam, se fazendo ainda mais intensos com o passar dos meses.

Um dos sintomas mais frequentes e mencionados durante o pré-natal são as dores que costumam atingir a musculatura e as articulações do corpo. As dores nas pernas é um grande exemplo dos desconfortos sentidos na gestação, que se faz de maneira intensa desde os primeiros meses.

Assim que qualquer alteração como esta se inicia, é importante que o obstetra ou ginecologista que estiver realizando o acompanhamento médico da mulher, seja informado pois ele irá diagnosticar a paciente e saber exatamente as causas dos sintomas, proporcionando o melhor tratamento para o quadro.

Dores musculares nas pernas no início da gravidez

Dicas para amenizar as dores nas pernas durante a gestação.
(Foto: Reprodução)

A principal razão das dores nas pernas descritas por esses profissionais é o aumento de peso, fator comum no período da gestação, que costumam vir acompanhados de inchaços que se dão ainda com mais frequência quando a mulher costuma ficar muito tempo na mesma posição durante o dia, seja em pé, sentada ou deitada.

Tratamento

Todas as dicas que veremos abaixo ajudará a evitar e a amenizar as dores no corpo. Seguindo-as, os desconfortos podem vir a diminuir com muita rapidez.

» Controle o peso tendo uma boa alimentação, comendo fracionadamente de três em três horas, se preferência com o acompanhamento de um bom nutricionista;

» Pratique exercícios físicos com o acompanhamento de profissionais. Lembre-se que ele deve ser adequado a sua situação;

» Ande, sente-se e durma com uma postura correta;

» Evite levantar pesos ou realizar atividades muito bruscas;

» Procure não andar muito e nem ficar parada por bastante tempo. Comece a ter equilíbrio sobre as suas atividades;

» NÃO tome nenhum tipo de medicamento sem que haja uma indicação médica adequada;