Dor ao redor dos olhos e ardência

As dores ao redor dos olhos, manifestada com a presença de ardência, são algumas das queixas mais frequentes em consultórios oftalmológicos, isso porque se fazem como sintomas completamente desconfortantes, porque atrapalham tarefas rotineiras do indivíduo como ler, dirigir, assistir televisão, mexer no computador, entre outros.

A avaliação médica se faz essencial quando esses sinais começam a aparecer com certa frequência e intensidade, pois os motivos que podem ocasioná-los são inúmeros e somente a observação de um especialista poderá diagnosticar o que é com clareza. Algumas das razões que costumam provocar esses incômodos são:

Dor ao redor dos olhos e ardência

Olhos de um idoso.
(Foto: Reprodução)

  • Cansaço;
  • Ficar muito tempo em frente a TV ou computador;
  • Astenopia;
  • Miopia;
  • Hipermetropia;
  • Astigmatismo;
  • Problemas nos seios da face;
  • Infecções virais;
  • Inflamação das pálpebras;
  • Conjuntivite;
  • Lesão, irritação ou infecção do olho;
  • Enxaquecas;
  • Hordéolo;
  • Glaucoma;
  • Problemas nos seios da face;
  • Ter realizado uma cirurgia ocular recentemente;
  • Entre outros;

Outros sintomas que costumam estar interligados a ardência e as dores oculares são a vermelhidão da área afetada, dor de cabeça, sensação dolorosa pulsante, como se algo estivesse preso na região ocular.

Diagnóstico

Durante a consulta oftalmológica, poderá ser realizado vários procedimentos de avaliação, para que o especialista investigue a fundo os motivos que estão levando ao paciente manifestar tais sinais, podendo ser eles uma anamnese, observação do local, biomicroscopia, checagem de pressão dos olhos, exame com fluoresceína, etc.

Dica: Quanto antes o médico for procurado para diagnosticar o paciente, menos lesões os olhos sofrerão e mais fácil será o tratamento, na maioria dos casos.

Tratamento

O tratamento será ministrado de acordo com suas causas constadas. O uso de colírios e o repouso ocular são alguns dos procedimentos que costumam ser indicados na grande parte dos quadros, porém outros métodos poderão ser estabelecidos, principalmente se a análise clínica demonstrar um acometimento mediano ou grave da região.

Aviso!

Esse texto corresponde apenas a um informativo. Caso sinta necessidade, procure a orientação médica de um bom oftalmologista.

Dores nos olhos e na cabeça

Por vezes, o nosso corpo manifesta sintomas de alerta para possíveis transtornos que estejam acometendo a sua estrutura e na maioria dos casos eles são deixados de lado, sendo priorizados apenas quando se fazem intensos e frequentes, proporcionando grandes desconfortos, como as dores.

Segundo pesquisas médica, através da observação de diagnósticos, quando esse sintoma atinge a região da face, com mais relevância na cabeça e nos olhos, costuma expressar algum tipo problema na visão, que varia entre quadros leves e graves, podendo ser a indicação da presença de:

Causas das dores nos olhos e na cabeça

Mulher com dores na face.
(Foto: Reprodução)

  • Astigmatismo;
  • Fotofobia;
  • Glaucoma;
  • Inflamação das pálpebras inferior e superior;
  • Infecção, lesão ou irritação no globo ocular;
  • Problemas com o uso de lentes de contato;
  • Cansaço das vistas, principalmente em pessoas que ficam em contato excessivo com computadores;

Outros transtornos que costumam estar interligados a essas dores são:

  • Sinusite;
  • Enxaqueca;
  • Problemas nos seios da face;
  • Infecções virais;

Ajuda médica

Assim que os sintomas começarem a serem frequentes e desconfortantes, a ajuda médica deverá ser procurada. A área oftalmológica é a mais indicada nesses casos. Após o exame clínico e outros testes, o diagnóstico detalhado será dado sobre o quadro do paciente e as razões provocando tais problemas.

Tratamento

O uso de óculos, colírios e medicamentos costumam ser ministrados na maioria das pessoas que possuem problemas leves na região ocular; já nos casos graves, cirurgias poderão ser indicadas. Se por um acaso outros fatores estiverem interligados as causas das dores, segundo o diagnóstico médico, outros processos poderão ser efetivados.

Dica

Assim que os incômodos começarem a aparecer, procure ajuda médica para prevenir possíveis complicações para a sua saúde.

Aviso!

Esse texto se faz apenas como um informativo. Para obter mais dados sobre o tema abordado, procure orientação médica.

Combate rugas olhos

São denominadas como rugas, todas aquelas “preguinhas” que se encontram na região facial, que geram alterações na pele, provocando um grande incomodo, tanto para as mulheres quanto para os homens, devido aos prejuízos que proporciona para a estética corporal.

As causas do seu aparecimento normalmente estão interligadas ao envelhecimento do indivíduo, condições genéticas, exposição demasiada ao sol, fumo e agressões causadas a pele no dia a dia, devido a falta de cuidados com a mesma, entre outros.

Um dos principais locais que as rugas se manifestam são ao redor dos olhos. A sua visibilidade é perceptível assim que aparecem. Para diminuir seus efeitos, indica-se que alguns hábitos de vida sejam modificados ou tratamentos estéticos realizados, de acordo com a indicação de um bom dermatologista.

Confira abaixo algumas dicas que poderão te ajudar a evitar e a diminuir os efeitos das rugas ao redor dos olhos:

» Evite fumar ou ficar perto de pessoas que fumam, pois esse elemento possui substâncias que atacam o colágeno e o elastano, propriedades que proporcionam firmeza para a pele;

Dicas para tratar e evitar as rugas faciais

Senhora idosa sorrindo.
(Foto: Reprodução)

» Evite consumir comida processada, açúcar refinado e bebidas alcoólicas, pois tais produtos impedem a absorção de nutrientes essenciais que promovem a vitalidade da pele, provocando o seu envelhecimento precoce;

» Manter uma dieta saudável e uma alimentação fracionada, aumentando o consumo de fibras, verduras, frutas, legumes, oleaginosas, alimentos integrais;

» Evite o consumo de açúcares, bebidas gaseificadas, carboidratos com alto teor glicêmico, gordura, fritura, alimentos industrializados e com pele;

» Faça suplementações diárias de azeite de oliva, castanhas e vitaminas A, B, C e E, pois elas ajudam a combater as rugas;

» Beba entre 2,5 à 3,5 litros de água por dia, para manter a pele bem hidratada;

» Tente dormir bem, de 7 à 8 horas todas as noites, para ajudar na manutenção do organismo;

» Hidrate a pele regularmente, utilizando ainda o protetor solar durante o dia;

» Use óculos escuros e chapéus em dias quentes, para cobrir um pouco a face, evitando a agressão dos raios ultra UV;

» Opte por comprar cremes, loções e produtos que condizem com as características da sua pele;

» Use produtos que possuam retinol, ácidos alfa hidroxi e o CoQ10, pois todos contém ação antirrugas;

» Tome cápsulas de colágeno hidrolisado diariamente;

» A aplicação diária, por cerca de 30 minutos, de rodelas de pepino e laranja nos olhos, ajudam na contenção do aparecimento das rugas.

Existem ainda alguns procedimentos estéticos, que vem sendo muito utilizados para o tratamento anti-rugas, como o Laser de CO2 Fracionado, Técnicas de radiofrequência (Titan), Soprano XL, Bioplastia, Peeling, Botox, entre outros.

Dores ao redor dos olhos e na nuca

A dor é um dos sintomas que mais se manifestam no organismo humano quando algo não está indo bem em suas estruturas. Esse processo se faz como uma resposta do sistema imunológico para a enfermidade. Quando ele não consegue contê-la, demonstra desconfortos para que a ajuda médica seja procurada e o distúrbio tratado.

Muitas pessoas acham que esses sinais são irrelevantes, mas eles sempre querem significar algo, como as dores na nuca e ao redor ou na região dos olhos. Na maioria dos casos, quando ambos sintomas aparecem juntos, costumam indicar problemas de visão, e, por isso, é recomendado consultar um oftalmologista rapidamente para diagnosticar as causas desse problema e iniciar o tratamento, que poderá se dar com o uso de óculos, lentes e medicamentos.

Dor na nuca e nos olhos: causas e complicações

Homem com dores nos olhos e na nuca.
(Foto: Reprodução)

Outro fator que também pode vir a ocasionar esses desconfortos, é o aumento repentino da pressão arterial, que se dá com frequência em indivíduos que possuem pressão alta. Nesses quadros, é importante que o enfermo tenha uma boa alimentação, uma dieta pobre em sal, realize exercícios físicos regularmente e obedeça todas as indicações do seu médico.

Ajuda médica

Consultas com clínicos gerais ou oftalmologistas deverão ser marcadas sempre que os sintomas se fizerem presentes frequentemente. Caso as descrições abaixo também se manifestem, a ajuda médica deverá ser procurada imediatamente:

» Quando a dor na nuca demorar mais de 48 horas consecutivas para passar;
» Quando a dor na nuca for incapacitante;
» Quando a dor na nuca for acompanhada de febre e vômitos;

Complicações possíveis

» Sinusite;
» Labirintite;
» Vertigem paroxística benigna;
» Enxaqueca;
» Cefaleias tensionais;

Atenção

Todas as informações contidas nesse artigo são para uso exclusivo de pesquisa. Caso os sintomas estejam acometendo o seu corpo, se fazendo frequentes e intensos, procure uma orientação médica rapidamente.