Dificuldade de concentração e atenção tratamento

Não existe nada pior do que estar com a agenda lotada e não conseguir centralizar as tarefas planejadas. Isso parece ser algo banal, mas vem afetando milhares de pessoas no mundo e prejudicando o seu rendimento de maneira complexa.

A falta de concentração e atenção são dois dos fatores mais aparentes nesses casos, provocando sensações de impotência tanto para o corpo quanto para a mente desses indivíduos. Os principais causadores dessa disfunção são tensões, estresse, depressão, genética, crises emocionais, anormalidades cerebrais, tabagismo, exposição a neurotoxinas, infecções, álcool e drogas.

A TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) é a patologia que se encontra fortemente ligada aos fatores descritos acima e que pode ser apresentada por públicos de várias idades e de todos os gêneros, sendo mais comum em crianças e adolescentes que tiveram complicações durante a gravidez e/ou que nasceram prematuros e com baixo peso.

Ajuda médica

Dificuldade de concentração e atenção tratamento

Mulher desconcentrada.
(Foto: Reprodução)

É extremamente importante ficar atento aos sinais apresentados pelos jovens e outras pessoas que estão a sua volta, observando se o seu comportamento vem sendo manifestado com características distintas das consideradas normais pelos seres humanos.

Os diagnósticos desses quadros são dinamizados através de análises clínicas, avaliações neuropsicológicas, busca de informações do histórico familiar e exames, como eletroencefalograma e ressonância.

Tratamento

Os métodos de tratamento serão viabilizados de acordo com as causas constatadas, mas quase sempre gira em torno de mudanças de hábitos, intervenções com profissionais da área médica, pedagógica e psicoterápica, grupo de apoio, psicoeducação familiar e suporte educacional, e uso de medicamentos.

Recomendações

» Não se exponha a nenhum tipo de reagente químico durante a gravidez.
» Seja paciente com o enfermo, o tratamento costuma ser demorado.
» Estabeleça regras e limites, promovendo uma maior organização de vida.
» Sempre olhe no olho da pessoa quando for dizer algo, assim será mais fácil ter sua atenção.
» Não exponha o enfermo a constrangimentos, não grite ao falar e promova clareza e objetividade nas suas expressões e comandos.
» Procure diminuir um pouco o ritmo do cotidiano, evitando altas cargas de estresse e ansiedade.
» Evite ao máximo ficar próximo de tudo o que possa te distrair, tentando manter sempre o foco no que deve ser feito.

Aviso!

As informações descritas nesse artigo são de inteiro uso de pesquisas. Para mais informações, procure orientação médica o quanto antes, pois se realmente houver algo de errado o diagnóstico será precoce e proporcionará menos danos.

Dores nos olhos e na cabeça

Por vezes, o nosso corpo manifesta sintomas de alerta para possíveis transtornos que estejam acometendo a sua estrutura e na maioria dos casos eles são deixados de lado, sendo priorizados apenas quando se fazem intensos e frequentes, proporcionando grandes desconfortos, como as dores.

Segundo pesquisas médica, através da observação de diagnósticos, quando esse sintoma atinge a região da face, com mais relevância na cabeça e nos olhos, costuma expressar algum tipo problema na visão, que varia entre quadros leves e graves, podendo ser a indicação da presença de:

Causas das dores nos olhos e na cabeça

Mulher com dores na face.
(Foto: Reprodução)

  • Astigmatismo;
  • Fotofobia;
  • Glaucoma;
  • Inflamação das pálpebras inferior e superior;
  • Infecção, lesão ou irritação no globo ocular;
  • Problemas com o uso de lentes de contato;
  • Cansaço das vistas, principalmente em pessoas que ficam em contato excessivo com computadores;

Outros transtornos que costumam estar interligados a essas dores são:

  • Sinusite;
  • Enxaqueca;
  • Problemas nos seios da face;
  • Infecções virais;

Ajuda médica

Assim que os sintomas começarem a serem frequentes e desconfortantes, a ajuda médica deverá ser procurada. A área oftalmológica é a mais indicada nesses casos. Após o exame clínico e outros testes, o diagnóstico detalhado será dado sobre o quadro do paciente e as razões provocando tais problemas.

Tratamento

O uso de óculos, colírios e medicamentos costumam ser ministrados na maioria das pessoas que possuem problemas leves na região ocular; já nos casos graves, cirurgias poderão ser indicadas. Se por um acaso outros fatores estiverem interligados as causas das dores, segundo o diagnóstico médico, outros processos poderão ser efetivados.

Dica

Assim que os incômodos começarem a aparecer, procure ajuda médica para prevenir possíveis complicações para a sua saúde.

Aviso!

Esse texto se faz apenas como um informativo. Para obter mais dados sobre o tema abordado, procure orientação médica.

Endurecimento da barriga na gravidez com dor

O período gestacional proporciona muitas modificações no organismo da mulher, para que toda a sua estrutura seja capaz de gerar o feto corretamente, dando a ele todas as condições de nutrição, crescimento e desenvolvimento até a hora do seu nascimento, que acontece normalmente por volta dos 9 meses.

O pré-natal, se  faz bastante necessário durante todo esse período, porque através desse acompanhamento, a mulher e o bebê ficam sob cuidados atenciosos de obstetras e/ou ginecologistas, que visam cuidar dos seus organismos, prevenindo e tratando possíveis transtornos, ministrando dicas e retirando diversas dúvidas que surgem ao longo do tempo.

Endurecimento da barriga na gravidez com dor

Grávida.
(Foto: Reprodução)

Em relação aos sintomas decorrentes durante a gravidez, o endurecimento da barriga é um processo classificado como normal quando:

» Não provoca dor;
» Surge aproximadamente na 25° semana gestacional;
» Duram cerca de 1 minuto;
» Não aumentam a intensidade;
» Acontece com frequência (em um prazo curto);
» Desaparece quando a gestante fica em repouso, se ajeita em uma posição confortável ou respira lentamente;

Mas, caso algum outro sintoma venha acompanhando o endurecimento, é completamente necessário que ajuda médica seja procurada, isso porque vários transtornos podem estar acometendo o organismo da mulher, prejudicando a sua saúde e a do feto.

Observação: O endurecimento pode vir seguido de desconfortos no final da gravidez (após a 37° semana), indicando sinais de um possível trabalho de parto.

Atenção

Se o endurecimento vier acompanhado de dores ou outros demais desconfortos no 1° e 2° trimestre de gravidez, ligue para o seu médico ou se destine ao hospital mais próximo o mais depressa possível, pois esses incômodos poderão estar indicando muitos perigos, como o aborto espontâneo.

Dores ao redor dos olhos e na nuca

A dor é um dos sintomas que mais se manifestam no organismo humano quando algo não está indo bem em suas estruturas. Esse processo se faz como uma resposta do sistema imunológico para a enfermidade. Quando ele não consegue contê-la, demonstra desconfortos para que a ajuda médica seja procurada e o distúrbio tratado.

Muitas pessoas acham que esses sinais são irrelevantes, mas eles sempre querem significar algo, como as dores na nuca e ao redor ou na região dos olhos. Na maioria dos casos, quando ambos sintomas aparecem juntos, costumam indicar problemas de visão, e, por isso, é recomendado consultar um oftalmologista rapidamente para diagnosticar as causas desse problema e iniciar o tratamento, que poderá se dar com o uso de óculos, lentes e medicamentos.

Dor na nuca e nos olhos: causas e complicações

Homem com dores nos olhos e na nuca.
(Foto: Reprodução)

Outro fator que também pode vir a ocasionar esses desconfortos, é o aumento repentino da pressão arterial, que se dá com frequência em indivíduos que possuem pressão alta. Nesses quadros, é importante que o enfermo tenha uma boa alimentação, uma dieta pobre em sal, realize exercícios físicos regularmente e obedeça todas as indicações do seu médico.

Ajuda médica

Consultas com clínicos gerais ou oftalmologistas deverão ser marcadas sempre que os sintomas se fizerem presentes frequentemente. Caso as descrições abaixo também se manifestem, a ajuda médica deverá ser procurada imediatamente:

» Quando a dor na nuca demorar mais de 48 horas consecutivas para passar;
» Quando a dor na nuca for incapacitante;
» Quando a dor na nuca for acompanhada de febre e vômitos;

Complicações possíveis

» Sinusite;
» Labirintite;
» Vertigem paroxística benigna;
» Enxaqueca;
» Cefaleias tensionais;

Atenção

Todas as informações contidas nesse artigo são para uso exclusivo de pesquisa. Caso os sintomas estejam acometendo o seu corpo, se fazendo frequentes e intensos, procure uma orientação médica rapidamente.

Pedrinha no testículo

Os testículos se classificam anatomicamente como órgãos reprodutores masculinos, responsáveis pela produção de testosterona e de espermatozoides. Eles se localizam dentro de uma bolsa subcutânea, denominada escroto, que fica na região anterior do períneo, isto é, atrás do pênis.

Sua formação é dada de forma ovoide, onde se apresenta através de duas faces, duas extremidades e duas bordas. Ambos testículos, quando estão em seu estado saudável, não devem apresentar nenhuma anomalia, como carocinhos e pedrinhas (nódulos), pois sua estrutura é lisa.

Quando esses distúrbios são sentidos pelo tato, é indicado que se tenha muita atenção, isso porque esses sinais costumam indicar o aparecimento de alguns tipos de doenças, que são classificadas:

Quando o nódulo fica dolorido ou sofre aumento em seu tamanho:

» Torção de testículo;
» Traumatismo do local;
» Orquiepididimite;
» Orquite pós-caxumba.

Quando o nódulo é indolor e sem alterações de tamanho:

» Hérnia;
» Varicocele;
» Cistos de epidídimo;
» Hidrocele;
» Câncer.

Ajuda médica

Assim que os nódulos forem notados, com ou sem dor, ou caso for observado uma deformidade em sua estética por causa das alterações de tamanho, a ajuda médica deverá ser procurada rapidamente, para que um diagnóstico médico detalhado seja realizado, descobrindo assim os motivos da anomalia, proporcionando o tratamento adequado.

Diagnóstico

Os métodos utilizados pelos médicos para saber o que está atrapalhando a saúde dos testículos são: anamnese, ecografia abdominal e escrotal, exames de urina, urocultura, marcadores tumorais e hemograma.

Tratamento

O tratamento será realizado de acordo com a causa da anomalia, podendo se dar através de repouso, medicamentos, uso de suspensório escrotal e procedimentos cirúrgicos.

Observação: Caso seja constatado um tumor e o resultado da biopsia for maligno, outros tratamentos deverão ser realizados.

Atenção

Todas as descrições acima se fazem apenas como um informativo, portanto, caso sinta necessidade, procure orientação médica.