Dores na coluna lombar, o que pode ser?

Sentir dores não é uma característica normal, esse sintoma trata-se de uma das maneiras do organismo mostrar que algo está indo mal em sua estrutura, como uma possível manifestação de doenças.

Uma das partes do corpo bastante atingida por esse desconforto é a coluna vertebral, tendo a lombar como uma das suas áreas mais acometidas. Essa extensão compreende a região mais próxima à bacia, denominada popularmente como “dor nos quartos”.

O distúrbio que promove essa apresentação é chamado na área médica como lombalgia ou lumbago. Essa disfunção que pode ser ocasionada devido a vários fatores, como:

Dores na coluna lombar, o que pode ser?

Representação de dor na lombar enquanto está sentado.
(Foto: Reprodução)

» Má postura;
» Ficar muito tempo na mesma posição
» Traumas
» Lesões
» Envelhecimento precoce
» Falta de proteínas e outros nutrientes
» Hereditariedade
» Inflamações
» Infecções
» Hérnia de disco
» Artrose

Todas as pessoas podem ser acometidas por essa patologia, principalmente os jovens, idosos e o público que trabalha por longos períodos sentado. Seu grau se singulariza entre o agudo e o crônico, onde a frequência dos sinais variam de intensidade, podendo vir a causar sérios danos à saúde do paciente, na maioria dos casos.

Além da dor, outros sintomas que o corpo produz são:

  • Dormência nas pernas
  • Limitação da flexão da coluna
  • Sensação de coluna travada
  • Elevado mal-estar

O que fazer?

Assim que os sinais começarem a aparecer, atrapalhando de forma leve ou mediana a rotina do indivíduo, a ajuda médica deverá ser procurada. Assim, ele será examinado de maneira específica para a constatação das razões que vem provocando o problema.

Diagnóstico

A análise médica é dinamizada através da avaliação clínica, anamnese, ressonância magnética e a radiogafia simples. Busque de preferência o auxílio de um ortopedista.

Observação: Pessoas que sofrem de osteoporose deverão ainda passar por uma densintometria.

Tratamento

Dentre as opções de tratamento mais utilizadas para a contenção dos sintomas, podemos citar o repouso absoluto, uso de medicamentos, suplementação vitamínica e processos cirúrgicos (nos quadros mais graves).

Observação: Quando esse transtorno é apresentado por jovens, é indicado que a investigação do caso seja ainda mais detalhista.

Recomendações

» Correção da postura
» Prática de exercícios físicos regulares (com acompanhamento médico)
» Preferência por dormir em colchões ortopédicos
» Evitar carregar peso
» Não ficar abaixando, deitando e levantando com postura inadequada

Aviso!

Essa matéria trata-se apenas de um informativo. Para saber mais sobre o assunto ou ter um tratamento adequado, procure a ajuda de um bom especialista.

Como fortalecer a lombar hérnia de disco

A coluna vertebral é muito importante para a sustentação e equilíbrio do corpo, sendo composta por cerca de 33 vértebras,  7  cervicais, 12 torácicas, 5 lombares, 5 sacrais e 4 coccígeas. Ao observa-la de lado, é possível ver que toda a sua estrutura possui curvas graduais, característica responsável por dissipar as forças longitudinais do local.

Em meio as vértebras cervicais, torácicas e lombares, pode-se encontrar os discos intervertebrais, particularidades constituídas por tecido cartilaginoso e elástico, que tem como principal função amortecer o impacto entre essas vértebras, evitando o atrito entre elas. Quando esse processo não acontece com destreza, ou seja, quando parte do disco sai da sua posição e comprime as raízes nervosas da coluna, a hérnia de disco é manifestada.

Como fortalecer a lombar hérnia de disco

Representação de uma coluna vertebral.
(Créditos da foto: https://www.fiapodejaca.com.br/)

É caracterizada como hérnia de disco lombar, quando o disco intervertebral atingido é de uma vértebra lombar. Esse distúrbio acomete com mais frequência as pessoas que praticam atividades/exercícios exaustivos, possuem predisposição genética para essa enfermidade, portam doenças congênitas, homens de meia-idade, entre outros.

Os principais sintomas apresentados na decorrência desse transtorno são:

  • Formigamento;
  • Dor;
  • Pulsação;
  • Queimação;
  • Dormência na panturrilha ou na planta do pé;
  • Paralisação do corpo;
  • Dor aguda em uma parte da perna, nádegas e/ou quadril;
  • Fraqueza nas pernas.

O tratamento dessa enfermidade, consiste no uso de medicamentos e injeções, mudanças de hábitos de vida, intervenções cirúrgicas e realização de alguns processos que ajudam a fortalecer a área atingida, como:

 Manter sempre uma boa postura;

 Evitar movimentos de retificação, torção, retroversão pélvica e flexão da coluna;

 Fazer alongamentos regulares com métodos estáticos;

 Dar prioridade para a realização de exercícios, onde a estrutura corporal fique deitada ou em pé;

 Praticar exercícios de postura no Pilates, para fortalecer o local;

 Utilizar bancos com 80° ou menos, para diminuir a compressão da região;

 Fazer sessões de massagem, para relaxar a musculatura lombar;

 Ter cuidado e boa postura ao deitar, sentar e levantar;

 Repousar e dormir bem. Hábitos que ajudam muito a melhorar a hérnia de disco, ajudando ainda a diminuir as dores;

Dores na bacia durante a gravidez é normal

É denominado popularmente como dor na bacia, os incômodos que decorrem na região lombar do corpo, sintoma bastante frequente em mulheres grávidas e aumentam sua intensidade e frequência de acordo com o período gestacional e os hábitos de vida que vem sendo praticados diariamente.

Esse é considerado como um dos primeiros sinais da gestação, sendo um dos desconfortos que acompanha a mulher durante todo o desenvolvimento do feto, até o seu nascimento. Isso porque várias alterações acometem o organismo da mulher, como o ganho de peso, que se dá com mais relevância na região da barriga, fazendo com que toda a coluna fique pressionada durante os 9 meses ou até o parto.

Outras demais causas que podem vir a proporcionar as dores lombares são o preparo físico materno, o tamanho do bebê, alimentação da gestante,  postura, rotinas de atividades, entre outros.

Ajuda médica

Assim que as dores começarem a se manifestar, é essencial que o ginecologista ou obstetra, que seja responsável pelo pré-natal, seja procurado, desta maneira um diagnóstico será realizado para avaliar os fatores que estão ocasionando o sintoma, onde posteriormente o médico irá ministrar alguns tratamentos e dicas para diminuir os desconfortos.

Fatores de risco

Dor lombar: causas, fatores de risco, tratamento e cuidados.

Gestante com dor nas costas.
(Foto: Reprodução)

» Ficar muito tempo na mesma posição;
» Subir e descer escadas;
» Sentar, levantar e deitar de maneira inadequada;
» Realizar movimentos muito bruscos;
» Pegar peso;
» Girar o corpo;
» Uso de salto alto;
» Engordar mais que 10 quilos em toda a gestação;
» Sentir dor nas costas antes de engravidar;
» Estar passando pela segunda – ou mais – gestação;

Tratamento

Os métodos utilizados no tratamento irão variar de acordo com a observação do médico, podendo ser utilizado práticas como:

» Repouso;
» Massagens no local;
» Acupuntura – no 3° trimestre gestacional;
» Uso de cinta;
» Aplicação de bolsas térmicas geladas ou quentes;
» Medicamentos;
» Alongamento do corpo;
» Exercícios físicos moderados;
» Atividades que ajudam a melhorar a postura;
» Yoga;
» Hidroterapia;
» Fortalecimento das estruturas musculares que sustentam o peso;

Atenção: é importante evitar pegar pesos, fazer exercícios físicos de forma demasiada e mudar muito rápido de posição durante toda a gestação, para prevenir o aumento das dores que acometem a musculatura e as articulações.

Observação

A orientação médica é essencial devido aos danos que essas dores podem ocasionar à gestante, como uma hérnia de disco. Esse texto se faz apenas como um informativo, portanto, procure orientação médica se esse sintoma vem se manifestando com frequência.