Dores fortes no estômago e enjoo

Os desconfortos corporais e mentais costumam se manifestar quando o organismo está sendo acometido por algum transtorno ou doença, servindo como um sinal para que cuidados sejam realizados em sua estrutura.

As dores abdominais e enjoos são sintomas que se apresentam no caso de algumas enfermidades, sendo as principais delas a gastrite e a úlcera. Ambos processos correspondem a distúrbios que acometem o trato digestivo, provocando sensações que variam entre brandas, moderadas e intensas, sendo capazes de atrapalhar a rotina do enfermo e até mesmo levar à internação.

Geralmente, as dores se manifestam em forma de pontadas próximo a região do estômago e os enjoos se fazem mais frequentes após as refeições, proporcionando também azia, vômitos, refluxo, dor de cabeça, eructações, indigestão e outros demais sintomas desagradáveis.

Ajuda médica

Dores fortes no estômago e enjoo

Representação do corpo humano.
(Foto: Reprodução)

Assim que os sintomas começarem a aparecer com certa frequência, um médico deverá ser procurado, de preferência um gastroenterologista ( especialista responsável por diagnosticar e tratar pessoas acometidas por essas doenças).

Diagnóstico

Os métodos utilizados para analisar o quadro do paciente e o grau da enfermidade costumam se dar entre análises clínicas, endoscopia digestiva e biópsia do tecido estomacal.

Tratamento

O tratamento do enfermo vai depender muito do diagnóstico médico e dos danos que a doença provocou em seu organismo. O ministramento de remédios, mudanças de hábitos físicos e alimentares, são as particularidades consideradas essenciais para a cura do paciente.

Recomendações

» Mantenha sempre uma alimentação balanceada, com o consumo de alimentos benéficos para a saúde;

» Beba bastante água, principalmente em dias quentes e após a realização de atividades que gastem muita energia;

» Pratique exercícios físicos regularmente;

» Evite o consumo exagerado de alimentos gordurosos, açucarados, com altos teores de sódio e industrializados;

» Diminua ou cesse totalmente o consumo de bebidas gaseificadas e alcoólicas;

» Pare de fumar;

Observação: As recomendações acima podem ser utilizadas tanto para o tratamento quanto para a prevenção dessas doenças.

Aviso

Esse artigo é faz apenas um informativo. Para saber mais sobre o assunto ou as razões que estão propiciando o surgimento desses sintomas, procure orientação médica.

Como fortalecer os dentes contra cáries

As cáries correspondem a deterioração causada nos dentes devido ao mal hábito de vida do indivíduo em relação a higienização bucal e também por fatores hereditários, podendo elas se darem de forma coronária, recorrente ou radicular.

Desde muito tempo, essa alteração se faz como um dos principais tratamentos nos consultórios odontológicos. Com isso, várias pesquisas já foram realizadas (vem sendo até hoje) e muitos medicamentos foram criados para ajudar a diminuir a sua proliferação.

Vários fatores podem vir a ocasionar as cáries, mas o consumo de açúcares e amido, juntamente com a irregular e pouca escovação dos dentes, são os principais motivos do aparecimento dessa patologia. Apenas os dentistas podem confirmar se o dente está ou não cariado, pois essa alteração se dá abaixo da superfície dentária.

Dicas para fortalecer os dentes e evitar as cáries

Alimentos a serem consumidos

Dicas e métodos para prevenir o aparecimento das cáries.

As cáries correspondem a deterioração causada nos dentes devido o mal hábito de vida do indivíduo em relação a higienização bucal. (foto: divulgação)

» Morango;
» Espinafre;
» Queijo;
» Maçã;
» Salmão;
» Pepino;
» Leite;
» Pera;
» Brócolis;
» Castanha do Pará;
» Cenoura;
» Hortaliças;
» Ovo;
» Nozes;
» Frango;
» Água;
» Cebola;
» Uva passa.

Outros métodos

» Ingerir menores quantidades de carboidratos;
» Escovar o dente pelo menos três vezes por dia;
» Fazer o uso regular do fio dental;
» Optar por produtos de higienização bucal que contenham flúor;
» Aumentar a ingestão de cálcio;
» Realizar consultas regulares no dentista;
» Utilizar enxaguantes bucais após escovar os dentes antes de dormir;
» Escovar os dentes de forma correta por cerca de 5 minutos.