Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Na década de 70 e 80 o que mais se via pelas ruas eram mulheres com calças e shorts cós alto, esbanjando segurança, simpatia e um contorno corporal invejável. Com a chegada dos novos padrões de moda, esse estilo foi sendo deixado de lado, dando lugar as peças com cintura mais baixa, desfavorecendo muitos formatos de corpo.

Como todos nós sabemos, o vai e vem das passarelas sempre renova seus modelitos e trás de volta remodelagens das peças antigas, deixando-as com a pegada do momento, variando seus cortes, tonalidades, estampas e outros detalhes.

Essa brincadeira feita pelos estilistas é um máximo e oferece novidades incrivelmente interessantes. Vale a pena conferir! Esses profissionais afirmam que as roupas de cintura alta valorizam a silhueta das mulheres (escondendo os incômodos pneuzinhos e a barriguinha), promovem o alongamento das pernas e deixam o quadril mais bonito!

Recomendações para cada tipo de corpo

Oval

⇒ Aposte: corte reto e mais volumoso nas pernas, cós alto acima do umbigo.

Triângulo

⇒ Aposte: cós acima do umbigo, com  cortes retos e cores mais escuras.

Ampulheta

⇒ Aposte: cós alto, corte reto e modelos skinny (para as mais magrinhas).

Retângulo

⇒ Aposte: cós alto, cortes retos, modelos skinny, boca de sino e pantalona.

Triângulo invertido

⇒ Aposte: cós alto, modelos pantalona e cores mais claras.

Dicas

Prefira usar blusinhas não muito chamativas, muitos acessórios ou qualquer adereço exagerado, ainda mais se as peças forem mais largas, isso poderá sobrecarregar o look. Cuidado nessa dinamização de cores e estampas.

A composição desse visual é muito atraente, além de proporcionar vantagens às curvas da mulher, ainda possibilita o seu uso em vários lugares, como trabalho, jantar romântico, faculdade, atividades de entretenimento, reuniões, etc.

Modelos para se inspirar!

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta plus size.
(Créditos da foto: http://www.estilonamoda.com/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: http://4.bp.blogspot.com/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: https://blogdalaiskopein.files.wordpress.com/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: http://www.depoisdosquinze.com/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: http://3.bp.blogspot.com/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: http://cdn.mundodastribos.com/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: http://www.sociedadedasdicas.org/)

Benefícios da calça de cós alto para o corpo da mulher

Calça de cintura alta.
(Créditos da foto: http://roupas-plus-size.com/)

Dicas para não ficar com a pele flácida depois do emagrecimento

Permanecer com um peso ideal é essencial tanto para manter a saúde em dia, quanto para melhorar a estética. Por ambos benefícios, muitas pessoas vem realizando práticas que fornecem o seu emagrecimento, mas o que fazer quando a pele fica flácida e “mole” após esse processo?

Bom, existem várias práticas que podem ajudar nesse processo e o seu ministramento vai depender da idade do indivíduo, suas condições físicas, a quantidade de pele flácida encontrada em sua estrutura corporal e o diagnóstico do profissional da saúde, caso possua.

Alimentação

Esse é um dos pontos mais relevantes a ser destacado nesses casos, porque a alimentação é quem dita os nutrientes que existem dentro do organismo, fazendo com que o peso seja reduzido, mantido ou aumentado. A reeducação alimentar é uma das táticas mais favoráveis nesse processo. É indicado que a sua realização seja executada com o acompanhamento de um nutricionista.

Através das dicas contidas a seguir, é possível ter uma base de como funciona esse saudável sistema alimentício:

 Coma de 3 em 3 horas;

Dicas para não ficar com a pele flácida depois do emagrecimento

Abdômen sendo medido por uma fita métrica.
(Foto: Reprodução)

 Evite jejuns e pular refeições;

 Tenha um café da manhã reforçado;

 Diminua o consumo de alimentos industrializados, sódio, açúcares, gordura, frituras, bebidas gaseificadas e alimentos altamente calóricos;

 Eleve o consumo de verduras, legumes, frutas, oleaginosas, carnes magras, frangos, peixes, sucos naturais e produtos integrais;

 Procure servir a comida sempre em um prato raso e pequeno;

 Varie sempre os alimentos, fazendo com que as refeições sejam sempre coloridas;

Beba entre 2 à 3 litros de água por dia (entre as refeições), principalmente durante os treinos e em dias quentes;

 Opte por preparar os alimentos de maneira saudável, ou seja, cozido, grelhado ou assado.

Exercícios físicos

O sedentarismo é um processo que deve ser evitado ao máximo nestes casos, isso porque a prática regular de exercícios físicos ajuda a endurecer o corpo, eliminando as gordurinhas localizadas, aumentando e definindo a massa magra.

As modalidades de treino podem ser feitas em academias, ao ar livre, em centros de treinamento, escolas de natação e dança, entre outros demais ambientes. Uma boa dica nessa particularidade, é tentar se dedicar ao máximo, alcançando sempre novos limites, superando sempre suas próprias barreiras.

Tratamentos especializados

Os tratamentos estéticos são indicados às pessoas que perderam muito peso, tendo um excesso consideravelmente elevado de pele, que não consegue ser eliminado apenas com a boa alimentação e a realização de exercícios físicos, sendo os principais deles:

  • Carboxiterapia;
  • Freeze;
  • Accent;
  • Corrente Russa;
  • Uso de cápsulas de silício e carcinina;

Dica

Procure sempre estar com o peso ideal para sua estatura e condições físicas, mantendo hábitos saudáveis por toda a vida, elevando assim o seu bem estar e longevidade.

Alimentos que fortalecem os ossos e por quê

O fortalecimento dos ossos é tão importante quanto a de qualquer outra estrutura existente no corpo dos vertebrado, assim como os humanos. Como bem sabemos, os ossos formam o nosso esqueleto e sustenta o corpo. Para ter ossos saudáveis é indispensável ter uma alimentação equilibrada. É por isso que manter uma dieta baseada em alimentos ricos em ferro e fósforo é o mais importante.

Sempre prefira produtos que sejam a base de leite, como:

  • Queijos;
  • Iogurtes;
  • Laticínios em geral;

Os peixes também são ricos em nutrientes e garantem o fortalecimento de toda estrutura óssea, opte por carnes brancas ricas em Ômega 3, como:

  • Salmão;
  • Sardinhas;

Além de:

  • Amêndoas;
  • Espinafre;
  • Vegetais;
  • Folhosos verdes;
  • Legumes;
  • Frutas;
  • Sementes;
Alimentos ajudam a fortalecer os ossos.

Alimentos (Foto: Reprodução)

Você também precisa compreender a importância dos exercícios físicos para o fortalecimento. Quando você exercita seu corpo, faz com que os ossos fiquem mais resistentes e protegidos pelos músculos (quando esses estão saudáveis). Isso melhora o fortalecimento e acaba por eliminar muitos problemas corporais.

Há também alimentos em conserva como o palmito que pode ser essencial para o fortalecimento.

Mais alimentos que são ricos em fibras alimentares:

  • Coentro;
  • Açaí;
  • Nabo;
  • Nozes;
  • Farinha de centeio;
  • Grão de bico;
  • Arroz integral;
  • Soja;

Sempre opte pelos alimentos que são ricos em fibras alimentares e principalmente nas vitaminas do complexo B. Mantenha uma rotina saudável e  seus ossos agradecerão ao longo do tempo!

Como recuperar a autoestima depois da gravidez

A gestação é um momento único na vida de todas as mulheres, porque o sentimento de ser mãe é caracterizado por elas como indescritível. Muitas mudanças hormonais, emocionais e físicas acontecem durante todo esse processo de geração e desenvolvimento do feto, até o esperado nascimento do bebê.

O corpo sofre com alterações durante o período gestacional, a estrutura costuma se esticar e ficar com um tamanho maior oferecer um espaço adequado para o crescimento do feto. Após o parto a estrutura diminui um pouco, mas raramente fica 100% normal, como antes da gravidez.

Essa se torna uma das grandes preocupações das recentes mamães: recuperar seu porte físico e autoestima. Para muitos isso não é relevante, mas para elas sim, pois uma estética desfavorável para quem é vaidoso não é visto como uma coisa boa, mas desestimulante.

Os principais desconfortos relatados pelas mulheres nessa fase são:

Dicas para recuperar a autoestima depois da gravidez

Gestante.
(Foto: Reprodução)

  • Flacidez;
  • Estrias;
  • Aumento de peso;
  • Dificuldade para emagrecer;
  • Sonolência;
  • Cansaço;
  • Ansiedade;

Fora os fatores descritos acima, ser mãe exige uma energia física e mental muito grande, pois o bebê precisa de atenção, ser trocado, alimentado, higienizado, entre outras particularidades. Com isso, o tempo da mulher fica voltado apenas à criança, fazendo com que ela deixe um pouco de se preocupar consigo mesma, sem mencionar nos afazeres domésticos, trabalho e outros assuntos que ainda as sobrecarregam.

Devido a isso, esse artigo foi desenvolvido para ajudar a recuperar a autoestima e a vaidade da mulher que consegue ser mãe, dona de casa, esposa e milhares de coisas ao simultaneamente. Confira algumas dicas desse processo abaixo:

» Primeiramente, respeite o período de resguardo para voltar a sua rotina normal. Esse período é essencial para recomposição do organismo;

» Mantenha o corpo sempre hidratado com óleos e cremes, para evitar o ressecamento, ajudando ainda a conter o aparecimento das estrias;

» Amamente o seu bebê sempre que puder, de preferência de 3 em 3 horas. Esse processo pode vir a promover um gasto de 500 calorias por dia. Além disso, a amamentação ajuda a fazer com que a barriga volte a ter o seu aspecto natural;

» Alimente-se corretamente e nada de exageros. Uma alimentação correta é essencial para o bom desenvolvimento do bebê e também à perda de peso da mulher, prática que ainda vem a propiciar mais saúde para ambos;

» Evite o consumo de produtos enlatados, gordurosos, açucarados, bebidas gaseificadas e alcoólicas, temperos e sucos prontos, pele de frango, carnes gordas, altos níveis de sódio, etc;

» Aumento o consumo de fibras, legumes, verduras, oleaginosas, frutas, produtos integrais e proteínas;

» Opte por preparar os alimentos de forma cozida, grelhada ou assada;

» Volte a praticar exercícios físicos regularmente. Conte com a ajuda do marido, de uma babá ou de algum parente para reservar esse tempo para você;

» Não deixe que a gravidez seja um motivo para você se desleixar da sua aparência. Volte a arrumar o cabelo, a unha, a sobrancelha e a se sentir mulher, para ficar consigo mesma;

» Existem alguns procedimentos estéticos que podem auxiliar na volta do corpo, como drenagens linfáticas e massagens redutoras. Esses métodos ajudam na perda de gordura localizada e também a diminuir os inchaços do corpo.