Como viverão os brasileiros que vão morar em Marte?

Marte é um dos planetas que compõem o Sistema Solar e vem sendo bastante explorado pelos seres humanos nos últimos anos, devido as suas condições planetárias, que segundo o levantamento de diversos cientistas, podem vir a abrigar comunidades de indivíduos.

Com o intuito de pesquisar ainda mais afundo os dados já constatados, um projeto extraordinário está sendo dinamizado pelo engenheiro holandês Bas Lansdorp e sua equipe, chamada por Marte Um ou Mars One.

A convocação dos tripulantes que participarão dessa articulação aconteceu em âmbito mundial e dentro dessa lista é possível constatar os nomes de alguns brasileiros, como Filipe Costa Moreira, 23 anos, de Ilha Solteira (SP) e Sandra Maria Feliciano, 51 anos, de Porto Velho (RO).

O intuito desse plano é a instalação de colônias em Marte, devendo elas serem ocupadas até o ano de 2025. Os passageiros irão com a passagem só de ida e viajarão cerca de 6 à 7 meses para chegar até lá. A ideia base é fazer dessa expedição uma das mais bem desenvolvidas e eficazes, com regimentos tecnológicos completamente avançados.

Como viverão os brasileiros que vão morar em Marte?

Representação da superfície de Marte.
(Foto: Reprodução)

Estima-se que o projeto gastará 6 bilhões de dólares para a primeira fase e que até 2035, a colônia chegue a 20 habitantes. O financiamento desses custos vem sendo proporcionado por doações de empresas e pessoas físicas que se interessam pelos avanços científicos, porém muitas questões e críticas são destacadas na mídia pelos altos valores e danos as vidas dos tripulantes.

Como viverão?

Segundo os principais administradores do Marte Um, as viagens serão projetadas de quatro em quatro pessoas, sendo estas especificamente treinadas para o projeto, onde viverão em pequenas habitações adequadas as características do Planeta Vermelho.

Todas as cápsulas serão repletas de câmeras (funcionando como um reality show para a população mundial, fonte de contato para os tripulantes e de pesquisa para os cientistas) e terão reservas de comidas. O banho será uma prática que deverá ser deixada para trás pelos indivíduos, que a partir do momento que se encontrarem nesse meio, farão sua higienização apenas com lenços umedecidos.

As relações humanas serão testadas a todo momento, o planeta possui pouca atmosfera e muito frio, que será aliviado por trajes específicos e articulação estrutural de estufas. Especialistas desejam que depois de alguns anos após as primeiras viagens, sistemas de obtenção de oxigênio e sua reciclagem, de geração de calor, de extração de água e de produção de alimentos, tenham sido desenvolvidos.

Pássaros exóticos brasileiros: fotos e características

Existem várias espécies de animais no mundo e o Brasil é denominado como um dos países mais ricos nessa particularidade, isso porque conta com uma vasta variedade em relação a fauna. Em sua extensão, é possível localizar aproximadamente 9 tipos de biomas que se distribuem nas regiões de acordo com as suas características de sobrevivência, sendo eles os Litorâneos, Caatinga, Cerrado, Campos, Floresta Amazônica, Mata dos Pinhais, Mata Atlântica, Mata dos Corais e o Pantanal.

Dentre todas as suas espécies, as aves exóticas são as que mais chamam atenção dos observadores, isso porque apresentam características peculiares, raras e distintas de qualquer outro animal. Esses fatores são algumas das causas da ameaça de extinção desses pássaros, pois os fazem ainda mais propensos para a caça ilegal.

Aves brasileiras exóticas

Arara-carindé

Classificação científica

  • Reino: Animalia.
  • Filo: Chordata.
  • Classe: Aves.
  • Ordem: Psittaciformes.
  • Família: Psittacidae.
  • Gênero: Ara.
  • Espécie: Ara ararauna.

Localização: em todo o Cerrado brasileiro.
Nomes populares: arara-de-barriga-amarela, arara-amarela, arara-azul-e-amarela, araraí e canindé.

Características

» Peso: aproximadamente 1,1 quilogramas;

» Comprimento: cerca de 90 centímetros.

» Sua tonalidade se distribui entre partes superiores azuis e inferiores amarelas, com o alto da cabeça verde e fileiras de penas faciais negras, com o rosto glabro e branco e a garganta negra;

» Bico escuro, cauda triangular, asas largas e dois pares de dedos opostos;

» Costumam andar em grandes e médios grupos;

» Uma vez que formam um casal, nunca mais se separam, onde costumam se nidificar a cada dois anos, entre Agosto e Janeiro, reproduzido até 5 ovos, que são chocados por aproximadamente 25 dias.;

» Se alimentam de sementes e frutos;

» Tem como seus principais predadores as aves de rapina de grande porte, os tucanos e o homem.

Pássaros exóticos brasileiros: fotos e características

Arara-canindé.
(Foto: Reprodução)

Araracanga

Classificação científica

  • Reino: Animalia.
  • Filo: Chordata.
  • Classe: Aves.
  • Ordem: Psittaciformes.
  • Família: Psittacidae.
  • Gênero: Ara.
  • Espécie: Ara macao.

Localização: norte e centro-Oeste do país.
Nomes populares: aracanga, arara-macau, ararapiranga, macau e arara-vermelha-pequena.

Características

» Peso: aproximadamente 1,2 quilogramas;

» Comprimento: entre 85 à 91 centímetros;

» Sua plumagem se distribui entre vermelho com verde, asas em azul e amarelo e face glabra e branca;

» Possui penas curtas, bico largo, curvo e forte com parte superior branca e inferior negra, cauda longa e pontuda, pés zigodáctilos e asas largas;

» Vivem em grandes grupos e conseguem viver juntamente com outras espécies de papagaios;

» Se alimentam de folhas, frutos, larvas, flores, brotos, néctar e terra;

» Os casais são monogâmicos e inseparáveis, costumam de nidificar no oco dos troncos das árvores, onde reproduzem até 3 ovos que são chocados entre 22 à 34 dias.

Pássaros exóticos brasileiros: fotos e características

Araracanga.
(Foto: Reprodução)

Guaruba

Classificação científica

  • Reino: Animalia.
  • Filo: Chordata.
  • Classe: Aves.
  • Ordem: Psittaciformes.
  • Família: Psittacidae.
  • Gênero: Guaruba.
  • Espécie: Guaruba guarouba.

Localização: norte do país.
Nomes populares: aiurujuba, guarajuba, marajuba, tanajuba, ajurujuba, ajurujubacanga, guamba, guarujuba e papagaio-imperial.

Características

» Peso: aproximadamente

» Comprimento: cerca de 35 centímetros;

» Sua plumagem se distribui entre amarelo-ouro com rêmiges verdes;

» Pouco se sabe sobre os seus hábitos, alimentação e comportamento em seu estado selvagem devido ao seu habitat ser em cativeiros de preservação animal;

» Sua reprodução se dá atualmente apenas em cativeiros, devido a grande ameaça de extinção;

Pássaros exóticos brasileiros: fotos e características

Guaruba.
(Foto: Reprodução)