Dietas para aumentar a disposição

Não existe nada mais terrível do que estar cansada e ter uma lista imensa de atividades para articular durante o dia, não é mesmo? Em razão disso, muitas pessoas vem buscando métodos que forneçam mais ação ao seu metabolismo, sendo a alimentação uma das áreas mais trabalhadas nesse processo.

Quando o organismo recebe nutrientes que elevam a sua disposição, dando mais pique e vitalidade, a preguiça e a sensação de cansaço são eliminadas rapidamente, fazendo com que o indivíduo consiga estabelecer a execução da sua rotina com mais seguridade e eficácia. Outros pontos positivos nessa articulação é a melhora no desempenho da promoção dos exercícios físicos e do funcionamento cerebral.

Por esses e outros fatores, manter uma dieta equilibrada é mais do que fundamental para ter uma vida saudável e cheia de energia. Se você também está em busca desses resultados, veja abaixo uma lista de alimentos que ao serem adicionados nas refeições produzem respostas completamente benéficas!

Dietas para aumentar a disposição

Garota repleta de energia.
(Foto: Reprodução)

⇒ Abacaxi: fonte de fibras solúveis

⇒ Maçã: fonte de flavonoides

⇒ Laranja: fonte de limonoides

⇒ Chá-verde: fonte de teaflavinas, catequinas e quercetina

⇒ Vegetais verde escuros, ervilha e feijão: fontes de vitamina B9

⇒ Aveia, arroz integral e quinoa: fontes de vitaminas B1, B2, B3 e B6

⇒ Ovo e vegano: fontes de vitamina B12

⇒ Peixes, frango e iogurte: fontes de proteínas

⇒ Cereais: fonte de carboidratos com baixo índice glicêmico

⇒ Chia, banana, linhaça, abacate e gergelim: fontes de magnésio

⇒ Oleaginosas: fonte de vitamina E, magnésio, ômega-3, cálcio, zinco e selênio

Atenção: As propriedades descritas acima são essenciais para combater o desânimo, acelerar o metabolismo e dar mais energia.

Observação

A distribuição desses alimentos deve ser articulada na dieta junto a um bom nutricionista. Assim, além de ficar mais disposto, ainda conseguirá emagrecer, perder ou manter o seu peso, eliminando seus quilos de gordura, ganhando e definindo sua carga de massa magra.

Dicas

Se você deseja montar a sua dieta sozinho, siga as dicas a seguir:

Invista em dietas com poucas calorias.

Coma de 3 em 3 horas.

Mastigue bem.

Beba líquidos somente no intervalo das refeições.

Tenha sempre um café da manhã rico em nutrientes.

Opte por fazer lanches leves no período da noite.

Deixe as refeições sempre coloridas.

Prefira o consumo de água e sucos naturais, evitando bebidas gaseificadas, alcoólicas e industrializadas.

Diminua a quantidade das refeições.

Eleve a ingestão de frutas, verduras, legumes, oleaginosas, proteínas, fibras, alimentos integrais e muita água.

Evite ao máximo consumir frituras, gordura, açucares, produtos industrializados, temperos prontos e sódio.

Existe alguma maneira de produzir mais leite materno?

O aleitamento materno é essencial para o desenvolvimento do recém nascido e também para a promoção de uma maior aproximação entre a mamãe e o bebê. Esse composto é responsável por alimentar a criança durante os seus primeiros anos de vida, promovendo ao organismo do pequenino as quantidades necessárias (e também complementares) de nutrientes para que se desenvolva com saúde.

Uma das reclamações mais vistas em relação a essa particularidade nos consultórios médicos é a baixa produção do leite, transtorno caracterizado pela insuficiência da estrutura corporal da mulher em elaborar níveis necessários desse alimento. Geralmente, esse transtorno se manifesta nos primeiros dias após o nascimento da criança, devido a não adaptação de contato entre a mãe e o filho.

Essa condição acomete poucas mulheres no mundo e na maioria das vezes os acontecimentos são contornáveis. Outras razões que podem dificultar ou atrapalhar esse fornecimento são:

  • O bebê estar desmotivado a executar a sucção do leite;
  • A não adaptação do corpo;
  • O pequeno tempo de duração das mamadas;
  • Lesões e outros demais incômodos nos mamilos.

Observação: Existem alguns casos em que a produção do leite é estabelecida de forma correta no corpo da mulher, estando o problema dos baixos níveis na forma de entrega desse composto, como a maneira errada de apalpar os seios e como o bebê vem se amamentando.

Como aumentar a produção

Existem diversas formas de promover esse efeito, sendo os mais indicados pelos obstetras e pediatras:

Evite que o bebê utilize chupeta e mamadeira, porque assim ele passará mais tempo sugando o seio, incentivando uma maior formação de leite;

Inicialmente, dê de mama sempre que a criança quiser, estabelecendo posteriormente os horários das mamadas;

Faça com que o bebê mame nos dois seios sempre;

Nos 6 primeiros meses, evite complementar a alimentação da criança com outros componentes que não seja o leite materno;

Tire leite no intervalo das mamadas, porque esvaziar os seios os estimula para uma maior produção;

Beba bastante água e mantenha uma alimentação correta diariamente;

 Procure fazer com que o bebê abocanhe toda a auréola do seio quando for mamar. Essa boa pega é ensinada pelo médico durante o pré-natal ou após o nascimento da criança;

Faça exames para saber como está a sua saúde e se não necessita de nenhuma suplementação ou modificação alimentar;

Permaneça tranquila e relaxada enquanto da de mama;

Mantenha uma posição confortável quando for amamentar. Veja algumas delas a seguir:

Existe alguma maneira de produzir mais leite materno?

Representação de posições confortáveis para amamentar.
(Créditos da foto: http://www.jasabia.com.br/)

Aviso!

Se nenhum dos métodos descritos funcionarem, a ajuda médica deverá ser procurada o quanto antes, já que maiores complicações podem estar se apresentando no corpo da mulher, como problemas na tireoide, elevada perda sanguínea (antes, durante ou depois do parto), alterações hormonais por causa do uso de medicamentos, presença de um fragmento da placenta na área uterina, etc.

7 maneiras de acelerar seu metabolismo

Estar de bem com o seu corpo e com uma excelente saúde são pontos essenciais para levar uma vida mais tranquila, com uma boa autoestima, bem estar, muita alegria e menos preocupações. Por essa razão, muitas pessoas vem aderindo práticas que articulam ambas modalidades.

Um dos pontos chaves para desenvolver essas características é o metabolismo. Essa particularidade corresponde ao grupo de hormônios e enzimas que transformam as calorias em níveis energéticos e, por essa razão, o seu bom desempenho é tão considerável.

Quando o seu funcionamento está regulado, ótimas condições são estabelecidas para toda a estrutura corporal. A sua aceleração é projetada através de bons hábitos, que ocasionam a perda das gordurinhas localizadas indesejáveis, além de produzir mais energia e disposição aos indivíduos.

Se você está em busca de procedimentos que provoquem maiores atividades, elevando suas taxas metabólicas, está no lugar certo! Confira abaixo um dicas de auxílio, mantenha o foco em seus objetivos e boa sorte!

TOP 7 em aceleração do metabolismo

Coma mais e acelere mais ⇐ 

Muitas pessoas acham que ficar em jejum e pular refeições ajudam a perder peso, mas se enganam, porque isso faz com que o organismo fique ainda mais preguiçoso. Por essa razão, os nutricionistas indicam que comamos de 3 em 3 horas, em pouca quantidade e opte pelos alimentos saudáveis (e se possíveis naturais). Isso ajudará a manter o corpo sempre ativo, queimando as calorias ingeridas e as que estão acumuladas.

Escolha os alimentos certos ⇐ 

Não adianta se matar na academia e comer todas as besteiras que vê pela frente ou exagerar nas quantidades. Portanto, se controle e reeduque a sua mente sobre o que você necessita comer e o que você quer comer. Nesse caso não se trata de um ou outro alimento ser liberado ou não para consumo, mas os efeitos que cada um deles produz no organismo, se são muito ou pouco calóricos, benéficos ou desvantajosos.

» Nutricionistas indicam que os alimentos naturais e frescos são os melhores para consumo

» Varie sempre o seu cardápio, deixando-o bastante colorido

7 maneiras de acelerar seu metabolismo

Andar de bicicleta ajuda a acelerar o metabolismo.
(Foto: Reprodução)

» Não pule nenhuma refeição e capriche sempre no café da manhã, pois dessa forma irá sentir menos fome ao longo do dia e ficará mais disposto

» Prepare todos os alimentos de forma saudável (cozido, assado ou grelhado), diminuindo na quantidade de sal e outros temperos, principalmente os industrializados

» Prefira consumir os seguintes alimentos:

  • Frutas
  • Legumes
  • Verduras
  • Carnes magras
  • Frango
  • Peixe
  • Grãos integrais
  • Fibras
  • Oleaginosas
  • Proteínas
  • Iogurte
  • Ovo
  • Batata doce
  • Chá verde
  • Cafeína
  • Carboidratos de baixo índice glicêmico

Faça exercícios físicos regularmente ⇐ 

Esqueça o sedentarismo! Mexa-se, corra, pule, agache, levante, pegue pesinhos, faça séries e aumento todas as capacidade que possui em sua estrutura, musculatura e habilidades. Faça regularmente modalidades aeróbicas e de musculação, isso fará com que o seu metabolismo permaneça em constante “agito” quando os exercícios estiverem sendo feitos e também quando o corpo estiver parado.

Dica: A cada 15 dias, troque o treino para forçar o organismo a se manter mais alerta e em constante movimento.

Beba bastante água ⇐ 

Mantenha o corpo sempre hidratado, bebendo entre 2 à 3 litros de água, sendo suas quantidades fracionadas durante os intervalos das refeições. Isso ajudará a articular melhor os nutrientes no corpo, deixando o metabolismo mais ativo. Além disso, ajudará a deixar o organismo mais leve, limpo e com um excelente funcionamento da flora intestinal.

Observação: Não beba nenhum tipo de líquido enquanto come, isso irá atrapalhar na mastigação dos alimentos.

Diminua as tensões e mande a preguiça embora ⇐ 

Tente manter as emoções em pleno equilíbrio, a ansiedade e o estresse nos levam a cometer grandes erros, como um consumo exagerado de alimentos, sendo a maioria deles com altos teores de gorduras e açucares. Encontre algo que dê inspiração para não faltar os treinos e tenha essa prática como um hábito comum do seu cotidiano.

Articule suplementos na alimentação ⇐ 

Existem muitos suplementos em lojas de alimentos naturais sendo indicados para consumo, isso porque suas composições produzem efeitos vantajosos ao organismo, como a aceleração do metabolismo, a queima de gordura, crescimento e definição de massa magra, etc.

Dentro os mais consumidos, podemos destacar o Whey Protein, Albumina, BCAA, Creatina, Termogênicos, Glutamina e GH’s. É importante que se tenha o indicamento de um profissional para o ministramento dessas doses.

Durma bem ⇐ 

Ter um sono ininterrupto e com uma durabilidade aproximada de 8 horas é essencial para que toda a estrutura corporal descanse, programe a sua manutenção e desenvolvimento. Além disso, quando se tem uma boa noite de sono, mais energia é disponibilizada para as atividades no dia posterior.

Atenção!

Se possível, mantenha sempre um acompanhamento nutricional e com algum treinador/instrutor esportivo, isso ajudará muito na obtenção de resultados, diminuindo os riscos de saúde que podem surgir caso os exercícios e a alimentação sejam manipulados de forma incorreta.

Exercício para ganhar perna e glúteo

A busca pelo crescimento de massa muscular e definição do corpo vem sendo crescente no ramo fitness, isso porque mulheres e homens desejam ter sua estética cada vez mais trabalhada, viabilizando não somente a beleza exterior, mas também a melhora da saúde e do condicionamento físico.

A junção de uma boa alimentação com a prática de exercícios regulares, sejam eles realizados em academias, em casa ou ao ar livre, produzem muitas vantagens para toda a estrutura corporal, como prevenir inúmeros tipos de doenças.

A parte inferior do corpo, é uma das mais treinadas atualmente, principalmente pelas mulheres, isso porque almejam o aumento dos glúteos e coxas. Para que esses resultados sejam conquistados, é necessário que se tenha dedicação e paciência, tanto em relação aos exercícios, quanto a alimentação.

A dieta com altos teores de proteínas – como batata doce, clara de ovo e frango (de preferência grelhado, assado ou cozido) são as mais indicadas nesses casos. Comer de três em três horas, beber bastante líquido, elevar o consumo de legumes, verduras, frutas, oleaginosas, fibras e alimentos integrais, também ajuda muito nesse processo.

Em relação aos treinos, os melhores exercícios para executar são:

Atenção: Todos os exercícios abaixo devem ser realizados com a postura correta e em pouca velocidade, para que os resultados sejam visíveis mais depressa. Todos eles são voltados tanto para os glúteos, quanto para as coxas. É importante ressaltar que basicamente todo treino seguinte pode ser executado somente com o peso do corpo, ou com o auxílio de pesos, aparelhos, bola, etc.

Abdução

Exercício para ganhar perna e glúteo

Abdução.
(Créditos da foto: http://schuttecorpoesaude.blogspot.com.br/)

Adução

Exercício para ganhar perna e glúteo

Adução.
(Créditos da foto: http://www.hiperfeminina.com/)

Agachamento

Exercício para ganhar perna e glúteo

Agachamento.
(Créditos da foto: http://personaleduardoesteves.blogspot.com.br/)

Cadeira extensora

Exercício para ganhar perna e glúteo

Cadeira extensora.
(Créditos da foto: http://hipertrofiafeeminina.blogspot.com.br/)

Exercícios com caneleiras

Exercício para ganhar perna e glúteo

Exercícios com caneleiras.
(Créditos da foto: http://vejasp.abril.com.br/)

Leg press

Exercício para ganhar perna e glúteo

Leg press.
(Créditos da foto: http://www.fcnoticias.com.br/)

Mesa flexora

Exercício para ganhar perna e glúteo

Mesa flexora.
(Créditos da foto: http://boaforma.uol.com.br/)

Observação: O aumento dos pesos e das séries vão variar de acordo com o condicionamento físico do praticante. É essencial que toda a musculatura repouse ao final do treino, para que sua manutenção seja realizada com sucesso. Lembre-se: “No Pain, No Gain!”

Como aumentar os glúteos na academia

Atualmente, mulheres e homens vem trabalhando o seu físico para conseguir conquistar o corpo almejado, através de dietas, exercícios físicos, procedimentos estéticos, etc. As academias são essenciais nesse processo, pois proporcionam ajuda de profissionais especializados na área e aparelhos propícios para tal prática.

O aumento dos glúteos é considerado como um dos principais desejos a se almejar pelos treineiros, tanto mulheres quanto homens. Deixar as nádegas durinhas, arredondadas e maiores, assim como as coxas, se faz uma tarefa bastante intensiva, que exige muito treino, desgaste físico e uma alimentação completamente equilibrada.

O treino e a dieta hipertrófica são os dois processos mais indicados para conseguir alcançar esse resultado, pois possibilitam uma quantidade excelente de nutrientes para o organismo e os exercícios localizados para a região. Veja abaixo alguns deles:

Agachamento

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Agachamento.
(Créditos da foto: http://boaforma.uol.com.br/)

Avanço

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Avanço.
(Créditos da foto: http://santiagopersonal.blogspot.com.br/)

Exercícios com caneleira

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Exercícios com caneleira.
(Créditos da foto: http://levantabundadosofa.wordpress.com/)

Extensão do quadril com polia

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Extensão do quadril com polia.
(Créditos da foto: http://boaforma.uol.com.br/)

Leg Press 45°

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Leg Press.
(Créditos da foto: http://www.deboraflores.com.br/)

Mesa flexora

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Mesa flexora.
(Créditos da foto: http://nutriworldsuplementos.wordpress.com/)

Stiff

Exercícios físicos para aumentar os glúteos

Stiff.
(Créditos da foto: http://www.portalemforma.com.br/)

Dicas

» Todos os exercícios terão sua quantidade de séries e peso aumentados de acordo com as evoluções do indivíduo;

» Quanto mais devagar o treino for realizado, mais eficaz será o crescimento dos músculos;

» Mantenha a alimentação sempre bem regulada, pois se não o treino não será tão eficaz quanto o esperado. Investir no aumento do consumo de proteínas e na diminuição do carboidrato, pode ajudar nisso;

» Comece com 3 à 4 séries de 8 a 12 repetições;

» Pratique abdominais no intervalo de um aparelho para o outro, pois quanto mais fina for a cintura e menor for a barriga, maior será o volume dos glúteos.

Observação: Todos os exercícios descritos acima, também ajudam para o aumento e definição das coxas.