Pesquisa revela que carboidratos apodrecem nosso cérebro

Manter uma boa alimentação é muito importante para todos os seres humanos, independente do seu gênero ou idade, os nutrientes contidos nas refeições são essenciais para saciar a fome e viabilizar melhores condições de vida e saúde, sem mencionar na colaboração de uma melhor estética.

Um dos nutrientes relevantes nessa dinamização é o carboidrato, sendo este composto (na maioria dos casos) por carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, enxofre e/ou fósforo. Em relação a sua classificação, ele pode ser considerado como monossacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos.

Essa substância orgânica produz articulações essenciais para o organismo humano, funcionando como um potencializador energético e estrutural, mas quando manipulado de maneira inadequada (em excesso) pode vir a ocasionar prejuízos ao corpo, como ganho de peso em pouco tempo.

Pesquisa revela que carboidratos apodrecem nosso cérebro

Carboidratos.
(Foto: Reprodução)

Muitas dúvidas circundam essa propriedade, sendo a mais recente delas a seguinte:

“Carboidratos apodrecem nosso cérebro?”

Bom, segundo as últimas pesquisas levantadas sobre o assunto pelo neurologista americano David Perlmutter, esse dado é completamente verídico, onde afirma que os carboidratos com elevados índices glicêmicos ou “do mal” proporcionam demência aos sistemas nervosos, propiciando o desenvolvimento de diversas enfermidades na extensão cerebral, como o Alzheimer, epilepsia e depressão.

As demonstrações de suas pesquisas alertam que os hidratos de carbono podem deixar o organismo mais propensos a doenças, principalmente quando seu consumo é executado com exageros, afeta o metabolismo, desregulando os níveis de insulina e glicose.

Seus relatos também abordam conclusões de que o corpo necessita ingerir 75% de gordura, mantendo uma taxa de proteínas de 20% e apenas 5% de carboidratos. Mas é preciso destacar que uma dieta rica em gordura também gera transtornos a saúde, como problemas no sistema cardiovascular.

Benefícios de consumo

» Proporcionam energia e maior condicionamento físico.
» Auxiliam na promoção da nutrição celular.
» Diminui o cansaço, a fadiga e a preguiça.
» Melhoram o funcionamento da flora intestinal.
» Deixam a taxa sanguínea de açúcar mais estável.

O que fazer?

O melhor a se fazer nesses casos é buscar ajuda médica de um bom nutricionista, para que através de diagnósticos específicos seja articulado uma dieta ou reeducação alimentar adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.