Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Sinusite da febre alta

Sinusite da febre alta

Veja nesse artigo como a sinusite é ocasionada, quais são os seus principais sintomas e quando procurar ajuda médica para tratar essa disfunção.

     

Sentindo coceirinhas, dores e sensibilidade na face? Saiba que um possível quadro de sinusite pode estar se apresentado em seu organismo, sendo esta considerada uma das patologias que mais incomodam os seres humanos, sua manifestação se apresenta nas mucosas dos seios da face, ou seja, nas cavidades ósseas do crânio.

Essas regiões são responsáveis por diminuir o peso craniano, dando mais sustentação a ele, além de produzir a ressonância vocal dos indivíduos. Possuem revestimento de uma mucosa, sendo ela repleta de glândulas e cílios, particularidades que quando ficam inflamadas reproduzem essa enfermidade e seus quadros alérgicos.

As principais causas que promovem essa disfunção são as alterações anatômicas, danos provocados por infecções ou alergias, acúmulo de germes, impedimento da drenagem da secreção, mofo, poeira, cheiros fortes, choque térmico, exposição a determinados agentes químicos.

Sintomas

Os sinais da sinusite vão depender bastante do quadro do indivíduo. Veja:

Agudo

Sinusite da febre alta

Mulher com coriza.
(Foto: Reprodução)

» Febre
» Cansaço
» Coriza
» Tosse
» Dor de cabeça
» Obstrução nasal
» Dificuldade em respirar
» Dores musculares
» Perda de apetite
» Sensação de pressão ou peso na cabeça

Crônico

Os sintomas desse quadro são os mesmos descritos acima, mas costumam ser muito mais intensos e frequentes, principalmente durante a noite e logo pela manhã quando é exposto a um dos seus agentes causadores.

Fatores de risco

As pessoas que sofrem dos distúrbios a seguir tem mais chances de desenvolver a sinusite, dando predominância ao grau crônico:

» Asma
» Rinite
» Bronquite
» Reações alérgicas
» Traumas ou lesões faciais
» Infecções respiratórias
» Tabagismo
» Mudanças de altitude
» Desvio de septo nasal
» Fibrose cística
» Pólipos nasais
» Refluxo gastroesofágico
» Infecções odontológicas
» Síndrome de Kartagener ou dos cílios imóveis
» Condições celulares do sistema imunológico

O que fazer?

Se os sintomas da sinusite se apresentarem por mais de dez dias (mesmo que seja algo leve), procure ajuda médica para a efetuação rápida da sua contenção. Muitas pessoas acham que esses desconfortos indicam gripes e resfriados e acabam deixando a crise passar, processo responsável por produzir os quadros crônicos.

O diagnóstico do paciente compreende a análises clínicas e exames (como endoscopia nasal, culturas nasais, testes de alergia, de sangue, de cloro no suor), tendo como o profissional da área da saúde mais indicado para manipular esse procedimento o otorrinolaringologista.

Tratamento

Os métodos utilizados para a contenção da sinusite são uso de corticóides, descongestionantes, antibióticos, antialérgicos e cirurgias, onde irão variar de acordo com os motivos e a intensidade dos sintomas.

Recomendações

» Pare de fumar.
» Vacine-se sempre que tiver campanhas contra a gripe.
» Tenha uma boa alimentação e beba bastante líquido diariamente.
» Lave bem as mãos, principalmente depois de manipular qualquer alimento ou objeto.
» Evite o uso ou ficar próximo a produtos que possuem cheiros muito fortes.
» Procure não ficar no sereno, pegar chuva e fique bem agasalhado nos dias frios.
» Tente não permanecer muito tempo em ambientes com ar condicionado, tapete, carpete, etc.
» Mantenha uma excelente higiene pessoal, da casa, do ambiente de trabalho e do animal de estimação (caso possua).

Aviso!

As descrições acima são apenas informativas. Se necessitar de mais informações ou uma orientação específica, busque ajuda médica.

Saiba Mais:


Quer comentar ?