Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Sintomas da diabetes gestacional

Sintomas da diabetes gestacional

A diabetes gestacional é uma alteração que pode causar vários danos à mulher e o feto. Entenda neste texto a razão dessa doença se manifestar. Saiba quais são os seus sintomas e veja alguns métodos de como trata-la e preveni-la.

     

A diabetes em si é uma doença bastante alarmante para todo e qualquer indivíduo, mas costuma prejudicar com mais intensidade as mulheres que estão gestantes, isso porque os seus organismos se encontram em um momento de grandes mudanças para a formação, crescimento e desenvolvimento do feto.

Esse transtorno é caracterizado pelo o alto nível de açúcar no sangue e costuma ser causado nas gestantes devido os hormônios presentes no organismo durante a gravidez que impedem o funcionamento da insulina no corpo, fazendo com que os níveis da glicose aumentem gradativamente.

Fatores de risco

Diabetes gestacional: causas, sintomas, tratamento e prevenção.

Mulher grávida.
(Foto: Divulgação)

» Possuir histórico familiar de diabetes;
» Apresentar líquido amniótico em excesso;
» Hipertensão;
» Apresentar glicose na urina;
» Tiver dado a luz a um bebê com mais de 4 quilos;
» Tiver passado por um aborto espontâneo;
» Ficar acima do peso antes e durante a gestação;
» Ter uma alimentação irregular;

Sintomas

» Ganho de peso excessivo;
» Aumento exagerado do apetite;
» Inchaço;
» Fadiga;
» Sede demasiada;
» Visão turva;
» Vômitos incontroláveis;
» Infecções de pele e do trato urinário;
» Aumento da micção;
» Perda de peso intensa em alguns casos, mesmo com o aumento do apetite;

Ajuda médica

Vários sintomas costumam acometer o organismo de uma gestante, por isso é importante ficar atenta a todos eles, para saber quais podem vir a apresentar algum risco para a saúde. Assim que os sinais da diabetes começarem a se manifestar, o médico responsável pelo pré-natal deve ser avisado.

Diagnóstico

Para saber se a gestante está ou não sendo acometida pela diabetes, o médico irá realizar perguntas sobre o histórico familiar da paciente, seus hábitos alimentares e fazer um teste oral de tolerância à glicose, geralmente entre a 24ª e a 28ª semana de gestação.

Tratamento

Os métodos utilizados para tratar a doença vão variar de acordo com o diagnóstico médico e a gravidade do quadro da paciente, podendo se dar pelo ministramento de dietas saudáveis, prática de exercícios físicos de acordo com as condições da paciente, aplicação de insulina, controle de peso e uso de alguns medicamentos.

Complicações

» O bebê pode nascer portando a diabetes;
» Risco maior de dar à luz a um natimorto;
» Maiores chances do bebê vir a óbito depois de nascer;
» Complicações graves durante a realização do parto;

Prevenção

» Começar o pré-natal assim que descobrir a gravidez e realizar todas as consultas, alertando sempre o médico sobre os sintomas que estão se manifestando;
» Controlar o peso durante toda a gestação, tendo o acompanhamento de um bom nutricionista, se possível;
» Se alimentar corretamente, evitando o consumo de alimentos gordurosos, açucarados, industrializados e enlatados;
» Praticar exercícios físicos com acompanhamento de um bom profissional;

Observação

Se a mulher já tiver diabetes antes de engravidar, seu médico deve ser avisado na primeira consulta do pré-natal, para que todos os cuidados sejam tomados durante a gestação, para diminuir os riscos propostos pela doença.

Atenção

Esse artigo se faz apenas como um informativo. Caso tenha dúvidas sobre o assunto ou algum dos sintomas estejam acometendo o seu organismo, procure imediatamente a orientação médica.

Saiba Mais:


Quer comentar ?