Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Principais mitos sobre alimentação na gravidez

Principais mitos sobre alimentação na gravidez

Confira nessa matéria as principais inverdades espalhadas no meio social sobre a alimentação adequada para as gestantes.

     

O período gestacional envolve milhares de informações, com os mais variados assuntos, mas é importante que as mulheres saibam que nem todos os levantamentos da sociedade e encontrados na internet são verdadeiros, principalmente em relação a alimentação.

É bastante comum que as grávidas escutem uma infinidade de conselhos do que pode ser consumido e o que deve ser evitado nesse momento, isso porque podem vir a prejudicar sua saúde e a do bebê ou promover efeitos benéficos nessa fase e no pós parto.

Mas qual consenso utilizar? Seguir essas recomendações irá realmente promover bons resultados? Para facilitar nesse processo de análise, o Fiapo de Jaca irá ditar a seguir os principais mitos existentes e para sanar as demais dúvidas, procure o auxílio do obstetra ou de um bom nutricionista.

⇒ 1. Estar grávida nunca será desculpa para comer por dois. Mesmo que a fome aumente, tente se controlar.

Principais mitos sobre alimentação na gravidez

Consumir canjica não aumenta a produção de leite materno.
(Foto: Reprodução)

⇒ 2. Gestantes podem sim tomar chá, mas é essencial que evitem as ervas que contém cafeína, dando preferência sempre para as calmantes, como camomila e erva doce.

⇒ 3. Se a mulher não comer o que teve vontade (desejo), a criança NÃO nascerá com uma marca semelhante ao alimento.

⇒ 4. Dietas não devem ser feitas durante a gestação, mas a manipulação de alimentos mais saudáveis é recomendado com acompanhamento médico.

⇒ 5. As mulheres grávidas podem consumir adoçantes, desde não exagerem e optem pelas versões com sucralose, aspartame, frutose e stevia.

⇒ 6. Se as mamães comerem ovo durante a gestação os seus bebês não cheiraram mal. Fique tranquila.

⇒ 7. Comer lula não deixa o útero com aspecto pegajoso e ingerir caranguejo não faz com que a criança nasça com 11 dedos.

⇒ 8. Consumir ovo cru não ajuda a lubrificar o canal íntimo para facilitar o parto.

⇒ 9. Comida japonesa não ocasiona má formação e nem a perda do bebê.

⇒ 10. As verduras e legumes podem ser consumidos sim, mas deve-se realizar uma higienização positiva antes de manusear o alimento.

⇒ 11. Consumir canjica e cerveja preta não aumentam a produção de leite materno, porque o processo que promove essa ação é a sucção regular do bebê. Portanto, quanto mais a criança mama, mais leite a mulher irá produzir.

Saiba Mais:


Quer comentar ?