Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » A importância da presença materna durante o crescimento das crianças

A importância da presença materna durante o crescimento das crianças

Compreenda nesse post o porque a figura maternal é tão importante para o crescimento e desenvolvimento das crianças durante toda a infância.

     

Assim que as mulheres começam a sentir que algo está diferente, seu organismo apresenta alterações e a suspeita de uma possível gravidez chega, suas emoções ficam instáveis e quando a comprovação da presunção é relatada, essa característica fica ainda mais constante.

O amor e afeto sentido por uma mãe é algo inexplicável, mesmo que ela nunca tenha passado por uma gestação, visto o bebê por exames, saiba seu gênero ou qualquer outra informação ligada ao assunto. A única coisa que é possível descrever nesse período é que “elas conseguem carregar o seu mundo dentro de si!”.

A ligação entre a figura feminina e o bebê é essencial, tanto durante o desenvolvimento do feto quanto no nascimento, primeiro ano de vida, infância, adolescência, vida adulta e por aí vai. Esse contato produz resultados extremamente positivos para ambos indivíduos, principalmente na etapa inicial do crescimento da criança.

A importância da presença materna durante o crescimento das crianças

Mãe dando carinho ao seu filho.
(Foto: Reprodução)

Pesquisas revelam que a presença maternal nos primeiros anos de vida dos bebês auxilia muito na aprendizagem das suas funções cognitivas, fazendo com que eles consigam se lembrar com mais facilidade das coisas, sejam mais afetuosos e consigam controlar os seus impulsos.

A maneira com que a mulher lida com a criança nos momentos de entretenimento e conversas faz com que ela se sinta mais encorajada e amparada. A atenção e o carinho quando proporcionados adequadamente são uma ferramenta primordial para o gerimento da iniciação educacional interior do pequenino, assim como para os seus estímulos cerebrais, físicos e emocionais.

Os 12 meses de vida seguintes ao nascimento do bebê são considerados uma fase em que nada é absorvido, mas especialistas descaracterizam esse pensamento, afirmando que é durante esse primeiro ano que os primários códigos de interação são estabelecidos e por isso é extremamente relevante que as mães supram as necessidades das crianças.

Outro fator interessante a ser abordado e super destacado é que a falta de cuidados é tão nociva para a vida do pequeno quanto o seu exagero, portanto, o equilíbrio é crucial para a mamãe, o papai e todas as outras pessoas que estejam envolvidas no processo de criação do indivíduo.

Saiba Mais:


Quer comentar ?