Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » HIV se tornando mais infeccioso

HIV se tornando mais infeccioso

De acordo com os dados levantados através de pesquisas mundiais, as taxas de infecção e mortalidade do HIV se modificaram e estão surpreendendo milhares de profissionais da área da saúde, dando mais incentivo para a prevenção e tratamento dessa doença. Acompanhe!

     

Antigamente, o vírus HIV era considerado um componente mortal, ou seja, levava todos os seus acometidos a óbito após pouco tempo de contaminação. Porém, pesquisas foram elaboradas e vários testes realizados (processo que se executa até os dias de hoje) para a contenção desse transtorno, beneficiando indivíduos portadores com coquetéis e outros métodos de tratamento para que tenham uma melhor qualidade de vida.

Uma das grandes preocupações dos sistemas de saúde mundiais em relação ao contato com a Síndrome da Imunodeficiência Humana, é que em um curto período, o paciente desenvolveria a Aids, isso por causa do agravamento do seu quadro. Essa doença ataca com muita força todo o sistema imunológico, deixando-o frágil e vulnerável a proliferação de outras inúmeras enfermidades, o que por consequência gerava uma elevada quantidade de mortes.

HIV se tornando menos infeccioso

HIV – Síndrome da Imunodeficiência Humana.
(Foto: Reprodução)

O que pode-se constatar em relação ao vírus, segundo levantamentos recentes da Universidade de Oxford, é que o HIV vem se tornando cada vez menos infeccioso e mortal. Sim, esse dado é verídico e vem promovendo uma enorme felicidade aos médicos  de todo o planeta.

Cientistas e virologistas afirmam que esse processo acontece pela perda de força do vírus quando ele entra em contato com a estrutura corporal dos seres humanos, ação que produz uma maior demora da sua adaptação no organismo. Uma das drogas que o deixa mais leve são os antirretrovirais.

As substâncias encontradas nesses componentes ocasionam uma evolução do HIV para manifestações mais frágeis, porém não se sabe se elas são menos perigosas. Mesmo com todas essas descobertas, a luta contra o vírus ainda continua intensa no mundo, para que métodos de cura sejam fundamentados ao uso.

Alerta!

A melhor maneira de evitar o contágio com o HIV e a Aids é utilizando camisinha em todos os tipos de relações íntimas com outros parceiros, sejam eles de qualquer gênero ou idade. Efetue consultas ginecológicas e urológicas sempre que puder (ou pelo menos a cada 6 meses).

Não brinque com sua saúde. Lembre-se que se expor a riscos como este é o mesmo que colocar sua vida em alto perigo!

Saiba Mais:


Quer comentar ?