Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Formas de transmissão do HIV

Formas de transmissão do HIV

O HIV é uma das doenças mais temidas, a mesma proporciona inúmeros prejuízos à saúde humana. Veja neste artigo como se dá a forma de contágio e saiba os principais métodos utilizados para o tratamento e prevenção.

     

O HIV (Human Immunodeficiency Virus) trata-se de um dos vírus mais nocivos à saúde humana, causando a perda progressiva da imunidade do organismo, provocando a temida e conhecida Aids ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida.

Essa doença infecto-contagiosa é descrita por uma ramificação de sintomas e sinais que se manifestam devido a diminuição gradativa das taxas dos linfócitos CD4, células essenciais que promovem a defesa do organismo. Quanto mais o vírus agride o individuo, a saúde fica prejudicada, se tornando um alvo fácil a infecções e outros inúmeros transtornos.

Sintomas

Os primeiros sintomas dessa enfermidade são brandos e se manifestam de uma maneira bem leve, se fazendo muito parecidos a um mal estar. Os sinais mais comuns nesse processo são: 

Formas de transmissão do HIV

HIV – Human Immunodeficiency Virus.
(Foto: Reprodução)

  • Manchas na pele;
  • Febre alta e constante;
  • Ínguas;
  • Dores de cabeça;
  • Calafrios;
  • Dores musculares;
  • Dor de garganta;
  • Pneumonia;
  • Meningite;
  • Candidíase;
  • Toxoplasmose;
  • Tuberculose.

Observação: As doenças oportunistas descritas acima, se manifestam quando o quadro do paciente está começando a se agravar.

Transmissão

Os principais meios de contágio e transmissão do HIV/Aids são:

  • Da mãe portadora do vírus para o filho, durante a gravidez, no parto ou pela amamentação;
  • Através do compartilhamento de seringas, agulhas ou qualquer tipo de instrumento perfurante que tenha entrado em contato com o vírus;
  • Contato íntimo sem o uso de camisinha com um portador do vírus;
  • Transfusão sanguínea de um portador do vírus para uma pessoa saudável;

Pesquisas revelam, que a relação íntima oral também pode vir a transmitir o vírus, devido a presença do esperma, mas não existe nenhum dado comprovado sobre tal afirmativa.

É importante ressaltar que o abraço, beijo, suor, lágrimas, apertar as mãos, picada de insetos, compartilhamento de talheres e copos, o ar, o banheiro, a piscina, sabonetes, toalhas e outros demais fatores não ocasionam o contágio do vírus da Aids.

Tratamento

Os métodos mais utilizados nesse tratamento são a modificação alimentar com um acompanhamento nutricional, a prática regular de exercícios físicos, o uso de coquetéis de medicamentos e sessões psicológicas. Através dessa modificação, é possível fazer com que o enfermo viva sem a presença de basicamente nenhum desconforto e sintoma.

Observação: As gestantes também podem fazer o tratamento e devem segui-lo a risca durante toda a gravidez.

Cura

Ainda não existe nenhum medicamento ou vacina que proporcione a cura dessa enfermidade, mas é essencial que o tratamento seja seguido a risca, para que haja a contenção da epidemia e dos seus sintomas no indivíduo, melhorando assim a sua qualidade de vida.

Prevenção

  • Não amamentar o bebê – se for mãe portadora do vírus;
  • Não realizar nenhum tipo de contato íntimo sem a utilização de camisinha – seja ela feminina ou masculina;
  • Não compartilhar nenhum tipo de objeto perfurante;
  • Procurar manter uma relação monogâmica tranquila;

Saiba Mais:


Quer comentar ?