Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Favelas do Rio de Janeiro nomes e detalhes

Favelas do Rio de Janeiro nomes e detalhes

As favelas do Rio de Janeiro são consideradas há muitos anos as mais perigosas do mundo. Para saber um pouco mais sobre a realidade atual das mesmas, confira este artigo.

     

Favelas do Rio de Janeiro

As favelas do Rio de Janeiro deixaram de ser, apenas, pontos perigosos da cidade e se tornaram mundialmente conhecidas devido a rica cultura e a forma como os moradores tendem a transformar o que estava destinado a violência e ao crime, em cultura.

Diversos projetos governamentais fazem parte da vida dos moradores que residem em todos os complexos e favelas no Rio de Janeiro, estas são derivadas da necessidade de moradia de muitas pessoas. A população carente, assim como qualquer outra, necessita de um espaço.

Com o governo cada vez mais desigual no Brasil, os morros foram tomando forma e as casas sendo construídas em condições muito abaixo do ideal. Sem posses de terras e opções de trabalhos remunerados, os escravos libertos decidiram erguer suas casas sobre o morro.

Desde então, é exatamente assim que vivem todas as famílias de baixa renda que necessitam de um espaço. Hoje os trabalhos com a comunidade mudaram totalmente sua visão, o governo apoia projetos e muitos são os meios de promover a arte entre os moradores.

Uma das favelas mais famosas do Rio e do Brasil.

 Rocinha, a maior favela da América latina. (foto: reprodução)

Favelas mais famosas

Cidade de Deus – A Cidade de Deus é uma das favelas mais conhecidas no Rio de Janeiro. Ela foi tema de um filme brasileiro e ainda obteve gravações em suas vielas. Localizada na Zona Oeste da cidade, limita vários bairros como Jacarepaguá, Gardênia Azul e Freguesia.

Mangueira – A Mangueira, ou também conhecida como o Complexo da Mangueira é uma das favelas mais organizadas do Rio, localizada a Zona Central, possui um grande atrativo carioca: A Estação Primeira da Mangueira. Faz limite com os bairros Maracanã, Vila Isabel e São Francisco Xavier.

Rocinha – A Rocinha por sua vez, é sem sombra de dúvidas um dos complexos mais perigosos do Rio de Janeiro. Localiza-se a Zona Sul e possui mais de 69 mil moradores. Depois de muitos anos se tornou um bairro pela Lei Nº 1995 de 18 de junho de 1993.

Complexo do Alemão – Já o Complexo do Alemão está localizado na Zona Norte do Rio. Durante milhares de anos foi considerado uma das áreas mais perigosas da cidade, hoje está envolvido em vários projetos sociais e com a ajuda do governo vem formando jovens cidadãos brasileiros. Faz vizinhança com Olaria e Ramos.

Estima-se que o Rio de Janeiro em sua totalidade possua cerca de 763 favelas. Em totalidade, os moradores dessas mesmas favelas estão calculados em cerca de 1.393.314 pessoas, entre homens, mulheres, jovens, adultos e crianças. Elas são um assentamento urbano.

Características

As características entre uma e outra variam de lugar para lugar. Geralmente possuem características ruins, como a degradação urbana, as taxas altíssimas de desemprego e pobreza, sempre associadas ao crime e tóxico dependência, alcoolismo e doenças mentais. Além do suicídio.

As condições de vida também afetam a saúde dos moradores, isso porque a falta de saneamento básico e a desnutrição são evidentes. Além disso, em alguns lugares o acesso a água potável é insuficiente para a quantidade de moradores que geralmente a residem.

Além disso, elas podem afetar a organização urbana, devido a suas construções em perigo eminente de desabamento. Suas ruas são estreitas e geralmente possuem falta de eletricidade, esgoto e telefone. Os moradores também podem acabar sem proteção.

Isso porque o serviço de bombeiros, policiamento e serviços médicos não estão aptos a atender em favelas. Os caminhões e ambulâncias geralmente não conseguem acessar as vielas. As favelas são hoje um dos problemas mais antigos e emergentes do Rio de Janeiro.

Saiba Mais:


Quer comentar ?