Fiapo de Jaca » Escolar » Eucariontes animal e vegetal

Eucariontes animal e vegetal

Compreenda neste artigo o que são células eucariontes e veja como ela se subdivide em sua particularidade animal e vegetal de acordo com as suas características celulares básicas.

     

Eucariontes

As células eucariontes são caracterizadas por possuírem núcleo delimitado pelo sistema de membranas nucleares ou cariotecas, onde se encontram completamente separadas do citoplasma. Seu rico sistema membranoso é capaz de formar inúmeros compartimentos que conseguem separar entre si, todos os processos metabólicos que acontecem na estrutura geral, que se subdivide em célula animal e vegetal, de acordo com as duas singularidades que as diferenciam.

Animal

Características

» Possui membrana celular plasmática ou plasmalema;
» Tem aproximadamente 7,5 nanômetros de espessura;
» Visível apenas por microscópico eletrônico;
» Unidade de membrana ou estrutura trilaminar (duas camadas escuras, eletrodensas e entre elas, uma clara);
» Composição química é lipoproteica, com 25% de gorduras e 75% de proteínas;
» Sua membrana é responsável por controlar a entrada e a saída de substâncias da célula;
» Possui permeabilidade seletiva;
» Suas partículas endocitose se dão por fagocitose ou por pinocitose;

Citoplasma

Tem como sua substância fundamental a amorfa, podendo ela ser hialoplasma ou citosol, é composta por água, íons, aminoácidos, proteínas, entre outras substâncias. Em relação a sua parte proteica, pode ser constatado algumas modificações de acordo com o aumento ou a diminuição da sua viscosidade, fazendo com que ela se alterne entre sol e gel ou gel e sol.

Os organóides ficam mergulhados no hialoplasma e os grânulos de depósito nas demais substâncias da célula, como as gorduras. Sua estrutura disponibiliza a realização de várias funções, sendo que parte dos seus complexos são revestidos por membranas.

Mitocôndrias

Podem ser esférias ou alongadas, revestidas sempre por dupla membrana lipoproteica. Possuem capacidade de autoduplicação, tendo consigo seu próprio DNA. Suas moléculas orgânicas liberam energia que são transferidas para as moléculas de ATP, que é responsável por realizar o movimento, a síntese das substâncias, a divisão celular, entre outros processos.

A oxidação da glicose, uma das formas de energias que podem ser liberadas pelas moléculas orgânicas, são responsáveis por constituir a respiração celular, que geralmente são dependentes de O2 – oxigênio.

Retículo endoplasmático – RE

É estruturado por um extenso sistema de túbulos e vesículas, todas revestidas por membrana lipoproteica, tendo suas cavidades denominadas por cisternas do RE, onde parte delas são descritas como RE liso e outras como RE granular ou rugoso, cada uma dessas particularidades possuem as suas funções e sua quantidade se dá de acordo com a necessidade da célula.

O RE é responsável pela distribuição de substâncias que acontece dentro da célula, onde o RE liso produz os lipídios e o RE rugoso se faz como sede das sínteses proteicas.

Ribossomos

Correspondem as pequenas partículas com estruturação composta por RNA ribossômico e proteínas, chamadas organelas, sendo responsáveis por realizar a síntese proteica.

Complexo de Golgi

É composto por vesículas esféricas ou achatadas, que são revestidas por membrana lipoproteica e ficam empilhadas. Geralmente se localizam próximo ao núcleo, sendo responsáveis por armazenar e controlar as substâncias produzidas pelas células, proporcionando posteriormente a   sua transferência para grânulos, onde serão excretadas da célula.

Lisossomos

São pequenas vesículas esféricas, compostas por enzimas digestivas, sendo todas elas revertidas por membrana lipoproteica. É responsável por realizar a digestão celular, que pode se dar pela digestão heterofágica ou pela digestão autofágica.

Centríolos

São formados por cilindros constituídos por substâncias amorfa e microtúbulos. Se localizam próximo ao núcleo, onde participa do processo de divisão celular devido a sua capacidade de autoduplicação.

Parte das células possuem flagelos vibráteis (longos, tendo apenas um em cada célula) e cílios (pequenos e numerosos). Na base de ambas estruturas é possível encontrar o corpúsculo basa, que se parece muito com os centríolos.

Peroxissomos ou microcorpos

Pequenas vesículas compostas por enzimas oxidativas, isso porque possuem quase toda a catalase da célula que é responsável por degradar a água oxigenada, participando ainda da eliminação de outras substâncias tóxicas, como o ácido úrico.

Microtúbulos e os microfilamentos

Filamentos constituídos por proteínas, responsáveis em parte pelos movimentos celulares e pela manutenção da estrutura celular, onde ajudam a formar o citoesqueleto. Se localizam no interior dos cílios, flagelos ou dispersos no citoplasma.

Depósitos ou inclusões citoplasmáticas

São depósitos intracelulares de substâncias de reserva, de cristais ou de pigmentos. Se faz completamente diferente dos organoides, devido a sua estruturação não possuir sistemas enzimáticos específicos.

Núcleo

Responsável por controlar todas as atividades presentes na célula. Sua estrutura é individualizada, onde se separa nitidamente das outras substâncias por sua membrana carioteca ou celular, tendo um corpúsculo denso esférico, denominado de nucléolo. No seu interior, é possível encontrar a cariolinfa e mergulhado nela, a cromatina.

Eucariontes: célula animal e vegetal

Representação da célula animal.
(Foto: Reprodução)

Vegetal

Características

» Se faz muito parecida com a organização celular animal em relação ao retículo endoplasmático, complexo de Golgi, ribossomos, as muitas organelas comuns, etc;
» Possuem estruturas típicas, como a membrana celulósica, responsável por revestir externamente a célula, com a maior parte dos seus compostos retirados da celulose;
» Uma das suas estruturas mais importantes são as que singularizam a célula como cloroplasto, responsável por proporcionar a fotossíntese;

Cloroplasto ou cromoplastos

Particularidade composta por pigmentos que absorvem energia luminosa para a realização da fotossíntese, onde os cloroplastos que possuem clorofila; os xantoplastos, xantofila; os eritroplastos, licopeno, etc.

Leucoplastos

São os plastos que não possuem pigmentação colorida, como os amiloplastos, responsáveis pela armazenagem do amido.

Vacúolo

Organela que ocupa grande parte do hialoplasma da célula, devido as grandes dimensões das suas organelas, que se fazem maiores que as das células animais.

Plasmodesmos

Estrutura responsável por realizar a comunicação entre as células, permitindo a troca de materiais por meio de pontes citoplasmáticas

Observação: Na célula vegetal não existem centríolos nos vegetais superiores.

Eucariontes: célula animal e vegetal

Representação da célula vegetal.
(foto: reprodução)

Principais características que diferenciam a célula animal da vegetal

Eucariontes: célula animal e vegetal

Características da célula animal e vegetal que proporcionam a sua singularidade de acordo com a estruturação eucarionte.
(foto: divulgação)

Saiba Mais:


Quer comentar ?