Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Dores dentro das nádegas

Dores dentro das nádegas

Entenda neste artigo quais são as causas das dores que sentimos nos glúteos e confira dicas de como eliminar esse desconforto.

     

As dores musculares são bastante incômodas e para quem não sabe, elas podem vir sim a acometer a região dos glúteos, principalmente dos indivíduos que passam muito tempo sentados e de vários atletas de modalidades diferentes, sendo o tênis o principal desporto a se destacar.

Isso costuma acontecer devido a sobrecarga muscular em que a região é imposta, fazendo com que a dor fique ainda mais intensa quando os indivíduos abrem as pernas, deixando-as uma distante da outra. Quando esse incômodo não é tratado, pode vir a acometer o nervo isquiático, causando a síndrome do piriforme.

A compressão do nervo, se dá entre o músculo piriforme e o gêmeo superior. Além das dores atingirem os glúteos, poderá se irradiar para as coxas, pernas e pés, podendo deixar o indivíduo completamente imobilizado a médio ou a longo prazo.

Causas

Dor nos glúteos: causas, diagnóstico e tratamento.

A dor muscular na região dos glúteos é causado devido a sobrecarga na região. (foto: divulgação)

Pesquisas revelam que os principais fatores que ocasionam a síndrome do piriforme são o encurtamento muscular, hipertrofia da musculatura dos glúteos, a hiperlordose lombar, traumas, quedas e as hérnias da coluna.

Diagnóstico

Assim que as dores começarem a ser frequentes, atrapalharem as suas atividades diárias e forem se intensificando com o passar do tempo, procure ajuda médica para que um diagnóstico mais elaborado seja realizado, onde o médico irá constatar as causas do distúrbio e iniciar o tratamento necessário.

Tratamento

Os cuidados médicos em relação a essa enfermidade irá variar muito dependendo do diagnóstico, das causas e do quadro do paciente. Mas costuma se dar entre:

» Alongamentos;
» Compressas frias e/ou quentes no local;
» Redução de movimentação;
» Imobilização da região;
» Massagens;
» Uso de medicamentos;
» Relaxantes musculares;
» Fisioterapia;
» Electroterapia;
» Injeções de analgésicos e corticoides.

Saiba Mais:


Quer comentar ?