Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Dieta recomendada a pessoas que passaram por cirurgia bariátrica

Dieta recomendada a pessoas que passaram por cirurgia bariátrica

Compreenda nessa matéria como funciona a cirurgia bariátrica e qual a importância de manter a dieta recomendada pelos médicos em seu pós-operatório.

     

A obesidade é um distúrbio completamente prejudicial a saúde, além de promover danos a estrutura corporal, ainda desestimula, entristece e promove uma autoestima baixa. Para quem se encontra em seu estágio mórbido, esses fatores são ainda mais intensos e preocupantes.

Um dos métodos de tratamento ministrados nesses indivíduos é a gastroplastia em Y de Roux ou cirurgia bariátrica. Esse procedimento é compreendido pela diminuição do estômago, onde os profissionais executam um desvio curto da porção inicial do intestino delgado para promover alterações nos hormônios gástricos.

Essa mudança hormonal se reproduz com a diminuição da fome, controle de apetite e maior sensação de saciedade, particularidades que fazem com que o paciente coma menos, não seja tão compulsivo e perca peso com mais facilidade, de maneira saudável.

Dieta recomendada a pessoas que passaram por cirurgia bariátrica

Garfo e fita métrica.
(Foto: Reprodução)

Diversos exames e procedimentos são ministrados no pré-operatório para que todo o processo cirúrgico seja um sucesso. A fase mais difícil dessa recuperação é o pós-operatório, não somente pelos desconfortos que a videolaparoscopia (modelo de cirurgia bariátrica  mais realizada) produz, mas também devido a grande modificação alimentar que esses indivíduos devem dinamizar.

A dieta articulada nesses quadros é a mesma, o que geralmente muda é a quantidade de dias em que suas fases são ministradas. De acordo com análises médicas, a primeira etapa (entre 7 à 10 dias) deve ser efetuada apenas com líquidos, a segunda (entre 10 à 20 dias) com alimentos cremosos ou pastosos e na terceira (após 30 dias) os alimentos sólidos já podem começar a ser adicionados as refeições.

Dicas

» Não quebre a dieta de maneira alguma, isso poderá produzir sérios prejuízos à saúde.

» Evite o consumo de carboidratos nos primeiros meses e caso opte por consumi-los, prefira os de baixo índice glicêmico.

» Tome todos os medicamentos como receitado nas consultas, não esquecendo as suplementações vitamínicas que serão muito importantes.

» Mantenha uma rotina mais saudável.

» Consuma bastante líquido diariamente.

» Faça uma reeducação mental para promover uma reeducação alimentar mais adaptada as suas novas condições de vida.

» Mastigue bem os alimentos e não beba nenhum tipo de líquido enquanto come.

» Evite ao máximo ingerir fritura, refrigerantes, bebidas alcoólicas, doces, açúcares, alimentos industrializados, etc.

» Pratique exercícios físicos iniciais moderadamente, como recomendado pelo médico.

Aviso

Todas as descrições acima são apenas informativas. Para ter orientações precisas sobre o assunto é indicado que a ajuda médica seja procurada.

Saiba Mais:


Quer comentar ?