Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Dieta do ovo

Dieta do ovo

A dieta do ovo é um dos processos de alimentação que vem fazendo sucesso entre as pessoas que desejam perder peso. Neste artigo, confira informações sobre o funcionamento dessa dieta!

     

Muitas pessoas vivem buscando dietas e métodos para proporcionar a perda de peso, de preferência que aconteça de uma forma rápida, visualizando apenas os benefícios estéticos, sem se importar com a saúde do organismo. Com isso, inúmeros cardápios alimentícios são lançados na mídia frequentemente, sendo bastante aderidos.

A dieta do ovo é um dos mais novos modelos disponíveis em sites e revistas, isso porque promete eliminar cerca de 3 à 5 quilos por semana, quando executada corretamente. A sua realização não se manifesta de forma prejudicial à estrutura corporal, desde que o ministrante obedeça as taxas nutricionais de consumo que seu organismo necessita.

Esse alimento, anteriormente era visto pela sociedade como um grande vilão, mas após várias pesquisas e testes, pode-se observar que seus benefícios são muitos, quando preparado e ingerido através de métodos saudáveis. As formas de consumo mais indicadas para o ovo são: cozido, pochê e mexido (omelete).

Dieta do ovo

Bandeja de ovo.
(Foto: Reprodução)

A parte que contém mais nutrientes no ovo é a clara e por isso a sua ingestão é mais significativa que do a gema. Produz maior saciedade  e por consequência a perda de peso, pois diminui a fome do indivíduo. Além disso, sua taxa proteica é muito alta e quando combinada com a batata doce e o frango, proporciona um crescimento significativo da massa muscular e também a sua definição, com relevância quando a boa alimentação é associada a prática de exercícios físicos regulares.

Observação!

A melhor maneira de emagrecer e manter o peso equilibrado é executando uma reeducação alimentar. As dietas servem apenas para promover a queda rápida de medidas e na maioria dos casos, ao seu término, costumam fazer com que o seu ministrante ganhe todo o peso novamente, por vezes até mais do que possuía anteriormente, ocasionando o famoso “efeito sanfona”, por causa do retorno dos maus hábitos de consumo.

Dieta do ovo

Viabilizando uma alimentação saudável, abaixo veremos uma dica de cardápio que poderá ser montado por qualquer pessoa, mas indica-se que o acompanhamento nutricional seja realizado. É importante que a variedade dos alimentos seja constante, deixando as refeições sempre bem coloridas.

Desjejum

  • Um copo de 200 ml de suco com componentes antioxidantes. Tomar cerca de 30 à 20 minutos antes do café da manhã.

Exemplo: Laranja com couve ou abacaxi com gengibre e hortelã.

Café da manhã

  • 1 ovo cozido, pochê ou mexido e uma fruta ou uma torrada com um copo de leite desnatado e uma fruta.

Lanche da manhã

  • 1 ovo (cozido, poche ou mexido), ou 1 barra de cereal, ou 1 fruta ou 1 iogurte.

Almoço

  • Salada de folhas, ou vegetais ou legumes;
  • Um pedaço médio de carne, frango ou peixe;
  • 2 ovos cozidos, pochê ou mexidos;
  • 2 fatias médias de batata doce cozida ou gratinada;
  • 1 concha pequena de feijão;
  • 1 colher de sopa de arroz ou macarrão;

Lanche da tarde

  • 1 ovo (cozido, poche ou mexido), ou 1 barra de cereal, ou 1 fruta ou 1 iogurte.

Jantar

  • Um sanduíche natural com uma omelete ou salada + batata doce + clara de ovo cozida.

Ceia

  • 1 ovo (cozido, poche ou mexido), ou 1 barra de cereal, ou 1 fruta ou 1 iogurte.

Atenção!

É importante que todos os alimentos sejam preparados de forma saudável para o consumo, evitando frituras, altas quantidades de sódio, óleo e temperos prontos.

Dicas

» Para diminuir as flatulências provocadas pelo ovo, tome um ou dois iogurtes (natural) todos os dias;

» Se alimente de três em três horas;

» Diminua a quantidade de alimentos das refeições- comer em pratos menores ajuda nesse processo;

» Beba bastante água diariamente, de preferência entre as refeições e não enquanto come;

» Mastigue bem os alimentos;

» Pratique exercícios físicos todos os dias por cerca de 40 minutos;

Saiba Mais:


Quer comentar ?