Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Como uma pessoa pode ter Úlcera péptica

Como uma pessoa pode ter Úlcera péptica

Compreenda neste artigo o que é a úlcera péptica, saiba quais os motivos que a ocasionam. Veja como seus sintomas se manifestam, suas possíveis complicações e confira os métodos utilizados para tratar e prevenir essa enfermidade.

     

Quando o organismo é acometido por lesões e erosões no duodeno, estômago, esôfago ou em um divertículo de Meckel, podemos afirmar que a úlcera péptica está atingindo essa região, causando grandes transtornos na saúde do indivíduo.

É considerada uma doença alarmante entre os gastroenterologistas do mundo e vem acometendo cada vez mais indivíduos anualmente. Sua principal causa é a insuficiência dos mecanismos protetores da mucosa contra a acidez gástrica, alteração geralmente provocada por uma infecção, sendo o micro-organismo responsável por essa disfunção, a bactéria Helicobacter pylori.

Sintomas

Úlcera péptica: causas, sintomas, diagnóstico, ajuda médica, tratamento, complicações e prevenção.

Homem sentindo dores abdominais.
(Foto: Divulgação)

» Dor abdominal;
» Sensação de vazio no estômago, mesmo após ter se alimentado;
» Náuseas;
» Vômitos;
» Dor no peito;
» Perda de peso;
» Apresentação de sangue no vômito e nas fezes;
» Fadiga;

Ajuda médica e diagnóstico

Assim que os sintomas começarem a aparecer, se faz altamente necessário que a ajuda médica seja procurada. Isso porque essa doença pode vir a causar sérias hemorragias no organismo, podendo vir a levar o enfermo a óbito.

O diagnóstico costuma ser realizado através de anamneses, testes de sangue de hemoglobina, esofagogastroduodenoscopia, procedimento  guáiaco, GI superior, entre outros.

Tratamento

Todo o tratamento do paciente será realizado com medicamentos que irão diminuir a acidez do local e eliminar a bactéria causadora da doença. É essencial que todas as recomendações médicas sejam seguidas para que a enfermidade não evolua e o seu agente causador não fique resistente aos remédios.

Complicações

» Obstrução da saída gástrica;
» Hemorragias;
» Perfuração dos locais que podem ser acometidos;
» Inflamação da peritonite;

Prevenção

» Não fumar;
» Evitar o consumo ou reduzir ao máximo a ingestão de bebidas alcoólicas;
» Não se auto-medicar, principalmente com antibióticos e anti-inflamatórios;

Saiba Mais:


Quer comentar ?