Fiapo de Jaca » Novidades » Aumento do desemprego no Brasil

Aumento do desemprego no Brasil

Saiba através deste artigo os dados da Organização Internacional do Trabalho e quais as estimativas do desemprego no Brasil e no mundo durante os próximos cinco anos.

     

O desemprego é caracterizado por trabalhadores que estão a procura de emprego ou que são demitidos no mercado de trabalho, não conseguindo inserir-se no meio profissional novamente. Processo considerado difícil para estes indivíduos, pois geram a eles vários tipos de problemas, como o descontrole das finanças, problemas psicológicos, desestruturação familiar, entre outros.

Esse transtorno é considerado como um dos dados mais alarmantes no Brasil, pois vem crescendo gradativamente. Pesquisas revelam que até o ano de 2015, o número de pessoas desempregadas no país aumentará em aproximadamente 500 mil, isso porque observando as estimativas das taxas de desemprego anuais, no ano de 2012 essa área apresentou crescimento de 6.3%, em 2013 de 6.5%, em 2014, estima-se que essa taxa suba para cerca de 6.6% e em 2015, até 6.9%, segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Aumento do desemprego no Brasil

Homem desempregado.
(Foto: Divulgação)

Esse grande aumento, de acordo com a OIT, é o resultado do desaceleramento do comércio global e da queda dos preços dos commodities, que possibilitará um crescimento baixo para o Brasil nos próximos 5 anos, proporcionando muitas alterações no mercado de trabalho, como a alta do desemprego.

Segundo o diretor da OIT, Guy Ryder, ao observar a crise econômica do mercado, é possível afirmar que, ao contrário do que pensavam, os países ricos sofrerão  menos prejuízos nos próximos anos que os emergentes. Guy Ryder ainda alerta que “O drama que se vive é de proporções enormes e esses números representam um risco real à desestabilização social”.

Estudos revelam que, no ano de 2017, mais de 10 milhões de pessoas, em todo o mundo, estarão desempregadas. Observando o período entre 2007 à 2017, essa taxa terá um acumulo de aproximadamente 41 milhões de indivíduos desempregados.

Outros fatores que estão ajudando a crise econômica a aumentar alarmantemente o desemprego no Brasil e no mundo são os avanços tecnológicos, a baixa qualificação profissional dos trabalhadores, o custo elevado que as empresas possuem para regularizar a carteira dos seus funcionários, fatores climáticos, entre outros.

Saiba Mais:


Quer comentar ?