Fiapo de Jaca » Estilo de Vida » Apendicite riscos cirurgia

Apendicite riscos cirurgia

A apendicite corresponde a uma enfermidade que pode causar diversos transtornos ao individuo. Saiba neste artigo quais as causas, seus principais sintomas e como é realizado o seu tratamento e os cuidados necessários no seu pós operatório.

     

A apendicite se trata de uma doença que acomete o apêndice, fazendo com que o mesmo se inflame até a sua obstrução. Esse órgão linfático existente no organismo, se parece muito com o dedo de uma luva e se localiza na primeira proporção do intestino grosso. A principal causa desse transtorno se dá pelo acumulo de vários materiais juntamente com restos fecais.

Essa inflamação pode se dar em qualquer idade, mas costuma acometer com mais frequência indivíduos na faixa etária entre 20 à 30 anos. Assim que ela se manifesta deve ser tratada rapidamente, pois a mesma pode se complicar e provocar até mesmo o óbito do enfermo.

Sintomas

Apendicite: causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e recomendações.

Dor do lado direito do abdômen, um dos sintomas da apendicite.
(Foto: Reprodução)

» Perda de apetite;
» Febre;
» Vômitos;
» Apatia;
» Náuseas;
» Queda do estado geral;
» Diarreia;
» Ardência ao urinar;
» Dor do lado direito do abdômen que se intensifica com o passar do tempo;

Diagnóstico

Para saber se a apendicite está acometendo ou não o paciente, o médico realiza um exame clínico com embasamento na vida do indivíduo e posteriormente faz a palpação do seu abdômen. Ultrassons e tomografias também são métodos que podem vir a ser utilizados em quadros diferenciados.

Tratamento

Para tratar a infecção, é necessário que um procedimento cirúrgico ou uma laparoscopia seja realizada para a retirada do órgão. A internação do paciente se faz essencial para maiores cuidados, pois quando o apêndice se rompe pode causar o óbito do indivíduo devido a uma série de fatores. Por isso a ajuda médica deve ser procurada assim que os primeiros sintomas começarem a se manifestar.

Observação: muitas pessoas retiram o apêndice antes que aconteça a inflamação, prevenindo maiores complicações. É importante lembrar que nem todas as pessoas acontece esse transtorno.

A cirurgia em si não se faz como um risco para o paciente, a não ser que não seja realizada por uma boa junta médica ou seja realizado em um momento tardio, quando o órgão já tiver se obstruído e a inflamação tiver acometido outras partes do organismo.

Cuidados pós-operatórios

» Repouso absoluto;
» Tomar bastante líquido para se manter bem hidratado;
» Evitar fazer movimentos bruscos e pegar objetos pesados;
» Aumentar a ingestão de fibras, verduras, legumes e frutas;
» Evitar ao máximo o consumo de alimentos riscos em açúcares, gordurosos e industrializados;
» Voltar as atividades normais apenas quando o médico achar adequado;

Saiba Mais:


Quer comentar ?